Assadura em bebê: saiba como tratar e evitar

Ana Paula Cardoso

Prevenir é o melhor caminho. Mas quando a irritação se instala, medidas simples podem aliviar este desconforto nos bebês

Assaduras em bebê se previne com pomadas e limpeza cuidadosa. © FamVeld/ iStockphoto.com


Um choro de neném angustiante costuma ser o sinal de que a troca de fralda terá alguma surpresa. A assadura é uma irritação na pele dos bebês e crianças, localizada principalmente na região genital e causada pela umidade da urina ou fezes.

“Para evitar assaduras é necessário o uso de pomadas que contenham vitamina A e D, manter o bebê sempre seco, trocando a fralda regularmente, e não utilizar com frequência lenços umedecidos. Além disso, se a criança já estiver se alimentando além do leite, deve-se evitar alimentos ácidos”, ensina Priscilla Pereira, pediatra da Clínica Doktor's  de São Paulo.

Para Silvia Faro, influencer do canal YouTube Mães de Primeira Viagem, é fundamental não esquecer de algo básico para evitar a assadura em bebê: a limpeza. ”De nada adianta passar um monte de cremes e pomadas se não se limpou bem o bebê antes de colocar a fralda limpa”, lembra Silvia.

Como evitar e tratar as assaduras em bebês

Tão comum quanto a cólica em recém-nascidos, o problema ocorre em quase a totalidade das crianças que ainda usam fralda. Tanto em temperaturas quentes como nas regiões mais frias, já foi comprovado que até o atrito das roupas pode irritar a pele sensível dos pequenos.

Então, como prevenir é sempre melhor que remediar, seguem algumas dicas básicas contra assadura em bebê:

  • troque sempre a fraldinha do seu filho, evitando, principalmente, deixá-la por muito tempo com cocô ou xixi;
  • fraldas com alto grau de aderência ao xixi podem fazer mal, porque os pais acabam por deixar a criança mais tempo com ela. Use apenas em casos de exceção, como em viagens com as crianças;
  • é fundamental limpar a região genital e o bumbum da criança. Importante verificar se não há nenhum vestígio. Em alguns casos, será necessário um banho;
  • antes colocar a nova fralda limpa, certifique-se que a região genital e o bumbum do bebê estão completamente secos;
  • é conveniente passar sempre uma pomada antiassadura antes de fechar a fralda, mesmo que ainda não haja assadura no bebê;
  • siga a "dica da vovó": sempre que possível, principalmente no verão, deixe em casa o bebê pelo menos uma hora sem fralda descartável. Ou nu ou com uma fralda de pano para a pele da região genital "respirar" um pouco.

A maisena contra assaduras em bebê

Mas se mesmo com todos estes cuidados o bebê apresentou as pequenas brotoejas que tanto lhe incomodam, é hora de partir para o tratamento. “Deve-se aplicar pomadas de tratamento com óxido de zinco, lanolina, vitamina A e D ou calêndulas e óleos”, orienta a pediatra Priscilla Pereira.

Outra dica que já era usada pelas mães desde nossas antepassadas é uma medida caseira eficaz: o amido de milho (maisena). E o método natural realmente alivia a assadura em bebê, além de não ter contraindicação.

 “O amido de milho é um "plus", ele pode ser aplicado em cima da pomada para diminuir a umidade da região”, confirma a Dra. Priscilla. Em casos mais graves ou nos quais as assaduras em bebê permaneçam após as medidas mais simples, convém consultar o pediatra.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto