Dicas e cuidados básicos para lavar a cabeça do bebê 

Ana Paula Cardoso

Médica  indica o  tipo de produto e o modo ideal de lavar os cabelos dos pequenos 

Lavar a cabeça do bebê não tem muitos segredos, mas requer cuidados. © iStockphoto.com


Uma criança em qualquer idade inspira sempre cuidados. Mas durante os primeiros seis meses de vida, parece que os pequenos são ainda mais frágeis. Não sabem andar, falar e o organismo todo está em formação.  O que faz os pais terem muita cautela na hora de lavar a cabeça do bebê durante o banho.

Como a etapa do banho é sempre envolta de dúvidas, especialistas esclareceram para A Revista da Mulher alguns cuidados básicos. O primeiro deles é a respeito da atenção aos produtos utilizados para lavar o cabelo do bebê.

O recomendado é  utilizar xampu ou sabonete infantil, ou até os populares dois em um. É importante também que sejam produtos específicos para crianças pois estes tem pH neutro.

“Estes produtos (de pH neutro) são menos alergênicos e não provocam ardência em caso de contato acidental com os olhos. Até os 6 meses, não é necessário usar condicionador, que podem inclusive piorar o quadro de crostas lácteas comum nessa faixa etária”, explica a Dra. Maria Julia Carvalho, pediatra e plantonista do Hospital Infantil Sabara.

Massagem ao lavar a cabeça do bebê

O segundo ponto importante apontado pela médica diz respeito ao modo mais adequado de posicionar a criança, na hora de lavar a cabeça do bebê. Veja a seguir as principais orientações da  pediatra Maria Júlia:

1)  Apoie a cabeça da criança em uma das mãos posicionando seu dedo médio na entrada de um ouvido e o polegar no outro, para evitar a entrada de água. 

2) Com a mão livre, aplique uma pequena quantidade de xampu deslizando os dedos delicadamente ao longo da cabeça, sem fazer força, em movimentos suaves. 

3) Enxágue jogando água com a mão em concha, em pequenas quantidades, no sentido da testa para a nuca, sempre tomando cuidado para que não entre nenhuma gota no ouvido.

4) Termine o banho rapidamente e envolva o bebê em uma toalha macia, secando-o sem esfregar.

Após lavar a cabeça do bebê

A plantonista na unidade de internação do Hospital Infantil Sabara e da UPA do Einstein de Perdizes (SP) também recomenda algumas medidas das quais os pais ou cuidadores não devem abrir mão, logo após se lavar a cabeça do bebê.

  • Manter o bebê aquecido durante a lavagem da cabeça. “Essa é uma região de grande troca de calor, e seu filho passará frio se ficar com os cabelos molhados por muito tempo”, alerta  a Dra. Maria Júlia.
  • Colocar água na temperatura adequada (por volta dos 37-38 graus centígrados). O  termômetro de banheira, item que faz parte de qualquer lista de chá de bebê, pode ser útil para isso.
  • Evitar correntes de ar frio com portas e janelas abertas. Cuidado para não cair água dentro do ouvido da criança. Isso aumenta o risco de otite pois o conduto auditivo da criança é mais horizontalizado, o faz com que a água se retenha dentro do ouvidinho do bebê.
  • Em épocas de frio, deve-se lavar a cabeça do bebê em dias alternados. “Mas, se há crostas lácteas – aquelas casquinhas que descamam no couro cabeludo, esse cuidado deve ser diário, pois a transpiração agrava o quadro.”, completa a médica.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto