Fraldas de pano: tudo sobre os novos modelos

Daniel Navas

As fraldas de pano ganharam novas versões que além de serem mais práticas, são ecológicas e econômicas

A fralda de pano, além de ser mais ecológica, também evita possíveis problemas de pele no bebê. © iStockphoto.com/Jovanmandic


Em meados dos anos 40, as fraldas descartáveis surgiram no mundo proporcionando aos pais muita praticidade e mais tempo livre com seus filhos, já que não era mais preciso lavar as fraldas de pano.

Porém, toda essa liberdade gera um preço: a natureza é agredida a partir da confecção do produto até o seu descarte. Por isso, atualmente, as fraldas de pana voltam a ser uma opção, mas em versões mais modernas.

A tecnologia na indústria têxtil possibilitou na descoberta de novos materiais para absorção e proteção, além do tradicional algodão já utilizado desde a época da vovó.

“Não descartáveis, as fraldas de pano são laváveis e compostas por duas partes: uma capa ajustável através de elásticos, velcros ou botões e os tecidos absorventes, que é a parte interna da fralda e evita o vazamento ao reter o xixi”, explica Valéria Arriaga, pediatra da Master Klinic, em São Paulo.

O impacto ambiental das fraldas descartáveis

As fraldas de pano se diferenciam das descartáveis em diversos aspectos, principalmente na questão ecológica. “Isso porque as descartáveis utilizam recursos naturais tais como árvores, petróleo e água”, afirma Maria Cristina Cuna, pediatra da RT Médicos, no Rio de Janeiro.

No momento de jogar fora, elas ainda causam grande impacto ambiental, uma vez que, de acordo com o Serviço de Parques Nacionais dos EUA, o produto leva cerca de 450 anos para se decompor.

“Considerando a quantidade de fraldas usadas por um bebê até a idade em que o desfralde costuma acontecer (um estudo da National Geographic estimou que sejam, em média, 3.796 fraldas), não dá para negar que um bebê produz muito lixo em forma de fralda”, analisa Cristiane Teixeira, enfermeira do controle de infecção hospitalar do Grupo Prontobaby, no Rio de Janeiro.

Fraldas de pano: vantagens e desvantagens

Mas claro que existem aspectos positivos e negativos na hora de usar as fraldas de pano. De acordo com Valéria, as vantagens são: 

  • mais ecológica;
  • mais econômica;
  • ajustáveis, podendo ser usada em bebes de 4 a 15kg;
  • são laváveis;
  • evitam dermatites, assaduras e alergias;
  • não necessitam de aplicação de cremes ou pomadas dermatológicas na pele do bebê;
  • são mais confortáveis para a criança em climas quentes.

Por outro lado, a desvantagem das fraldas de pano é que, em vez de simplesmente jogar o produto no lixo, é preciso lavá-las. “Aquelas sujas de cocô, por exemplo, precisam ser enxaguadas prontamente, o que pode não ser nada prático dependendo de onde a pessoa estiver”, diz Cristiane.

Além disso, o investimento inicial é alto. Pensando que um bebê recém-nascido usa de 10 a 12 fraldas por dia – cada uma custa de R$ 20 a R$ 40 –, é preciso pelo menos o dobro disso para ter fraldas secas e limpas todos os dias em casa”, diz Cristiane.

Modelos de capas e absorventes da marca Dipano. © Reprodução/Fraldasdipano.com.br

Como usar as fraldas de pano

O tecido absorvente, também chamado de absorvente para fralda, existe em diversos materiais (microfibra, algodão, bambu, cânhamo, etc), cabe aos pais escolher a melhor opção. Há também modelos de fraldas em que o absorvente já vem integrado no produto.

Independente da escolha, antes de vestir a fraldo no bebê, verifique se o bumbum do pequeno está seco. Também é importante ajustar de forma adequada o produto no corpo do bebê, prevenindo vazamentos. 

“Sem esquecer que a troca da fralda de pano será feita sempre respeitando o tipo de absorvente escolhido, a idade da criança, tipo de alimentação, clima e frequência de evacuações. Mas, em média, um recém-nascido é trocado cerca de 10 vezes ao dia”, acrescenta Valéria Arriaga.

Cuidados da hora de lavar

No caso dos modelos de fralda que são composto por uma capa e absorvente  separados, apenas este último deve ser lavado a cada troca, a capa pode ser reutilizada, basta passar um pano úmido. Os dois elementos, entretanto, poder ser colocados na máquina de lavar, mas não se deve utilizar água com temperatura acima de 40°C. Além disso, não se deve passá-los a ferro.

“Sempre use o sabão com o qual costuma lavar as roupas do bebê. Não utilize amaciantes, alvejantes, e retire o excesso do sabão, pois pode ocasionar irritações na pele do bebê. O uso de pomadas contra assadura pode danificar o tecido das fraldas”, ensina Maria Cristina. Caso seja necessário o uso do creme, utilize um forro – que pode ser um pano de tecido leve e respirável – para que a pomada não entre em contato com a fralda.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto