Cabelos loiros: saiba escolher a tonalidade certa e a melhor técnica

Cibele Maciet

Os cabelos loiros nunca saem de moda. Aprenda os diferentes tons e técnicas para aderir já

Beyoncé, Lady Gaga e Blake Lively aderiram a diferentes tons de loiro. © REX/REX/SIPA, David Edwards/NEWSCOM/SIPA e HBE/HSS/WENN.COM/SIPA


Seja qual for a estação, as madeixas douradas se destacam e são associadas, geralmente, à mulheres fatais e à sensualidade. Mas entre tantas opções de tons (claríssimo, platinado, bege, etc) e as diferentes técnicas (luzes, tintura, reflexos), dá mesmo para se perder! Além dos cuidados obrigatórios após a tintura, aprenda tudo o que sempre quis saber sobre os cabelos loiros.

Tons de loiro: qual cor escolher?

A primeira pergunta que vem à cabeça é: como escolher o tom adequado de loiro a cada tipo de mulher? O que tem de se levar em conta aqui é o tom da pele. Depois, é claro, o gosto pessoal conta muito. Um bom profissional pode ajudar a definir a cor ideal para cada um, aliada às melhores técnicas de tingimento. 

Em linhas gerais, as mulheres com pele branca têm a liberdade de escolher entre uma ampla gama de tons. Para as mulheres de pele negra, tons de dourado, acobreado e mechas claras combinam com bases de loiros mais profundos (uma boa dica é manter a raiz mais escura, clareando as pontas com um sombré hair).

As de pele rosada devem optar por loiros platinados, e as que possuem pele amarelada, como as orientais, devem optar por tons dourados, - podendo acrescentar mechas claras e discretas.

Castanho aloirado

Jennifer Lopez e Jessica Biel aderiram ao cabelo castanho aloirado. © Chris Pizzello/AP/SIPA e Byron Purvis/SIPA


Para quem quer adotar essa nuance, a dica de Sylvio Rezende, hairstylist e consultor da Netfarma, é fazer mechas loiras que iluminem o visual, numa base de cabelo castanho. "Para estar dentro dessa tendência é preciso criar nuances de cores nos fios, iluminando o visual", explica. Segundo ele, a vantagem desse tom é que ele facilita a manutenção de fios saudáveis durante o verão.

Loiro matizado

Drew Barrymore e Adele são adeptas do loiro médio. © Tyler Boye/WWD/Shutters/SIPA e Jordan Strauss/AP/SIPA


Chamado também de loiro médio, esse tom nunca sai da moda, e continuará sendo tendência na próxima estação. Segundo o consultor, ele é indicado para quem tem os traços do rosto bem definidos, pois suaviza a expressão. "Para que o visual fique chique, é preciso fugir dos tons amarelados", aconselha.

Loiro bege

Grazi Massafera e Taylor Swfit já foram adeptas do loiro bege. © AgNews e Evan Agostini/AP/SIPA

 

No inverno desse ano, de acordo com o consultor, o loiro platinado será deixado de lado e o hit será o loiro bege ou em tons pasteis. "A vantagem é que, para esses tons, não é necessário um processo de descoloração tão profundo, por isso, não há tanto risco de agredir os fios”. Segundo o profissional, esse tom de loiro costuma cair bem com a maioria das pessoas: “É um loiro versátil e democrático, dificilmente alguém não fica bem com o loiro bege”.

Strawberry blonde

Jessica Chastain e Amy Adams têm cabelos ruivos Strawberry Blonde. © Buckner/Variety/Shutter/SIPA e INB/WENN.COM/SIPA

 

O tom que mistura loiro e ruivo, que fez sucesso no último inverno, continuará em alta no próximo inverno. "Para conseguir esse efeito, é preciso aplicar mechas finas em tom avermelhado, e algumas mechas levemente loiras", explica o consultor. Segundo ele, o tom dá um ar delicado ao visual.

Loiro platinado

Lady Gaga e Jennifer Lawrence ficaram sexy como platinum blondes. © David Edwards/NEWSCOM/SIPA e Auteurs : Justin Ng/Landmark /NEWSCOM/SIPA

 

O loiro platinado é indicado para tons de pele mais claros e rosados, caso contrário, poderá empalidecer a pessoa, causando um efeito não tão desejado. Além disso, os cuidados pós tintura deve ser triplicado, ja que danifica bastante os fios, que são completamente descoloridos.

Loiro claríssimo

Britney Spears e Charlize Theron exibem madeixas loiro claríssimo. © ABACA e PAPIX/SIPA.

 

Quanto mais claro for o tom do loiro, mais difíceis são as possibilidades de combinação com mechas e luzes. Essa é a cor de cabelo que fica melhor em pessoas de pele bem branca, mas seu uso não é restrito à outras tonalidades de pele. Dá muito certo com combinações de luzes em tons de loiro mais quentes.

Loiro mel

Beyoncé e Jennifer Lopez são adeptas do loiro mel. © REX/REX/SIPA e Jordan Strauss/AP/SIPA

 

Esse tom de loiro fica bem em todo tipo de pele e é capaz de iluminar e esquentar o visual sem exigir recursos como a complementação de  luzes. Além do mais, ele fica ótimo em peles negras! É um tom muito natural, por isso é indicado para cabelos que sofreram muitas químicas.

Loiro dourado

Scarlet Johansson e Cameron Diaz têm cabelos loiros dourados. © Evan Agostini/AP/SIPA e Joel Ryan/AP/SIPA

 

Muito próximo ao mel, o tom tem a vantagem de iluminar o rosto e suavizar as marcas as expressões. Outra coisa boa é que a nuance valoriza todos os tons de pele, seja em luzes ou mesmo para investir num loiro total.

Loiro champanhe

O tom champanhe é usado por Helena Bordon e Blake Lively. © Dvora/Shutterstock/SIPA e HBE/HSS/WENN.COM/SIPA

 

Com o fundo bege, o  champanhe é um tom mais frio e apagado, indicado para peles rosadas, evitando assim a palidez. Mas ele pode também ser usado pelas morenas e negras.

As técnicas utilizadas

Além da escolha da tonalidade, outra decisão importante é qual técnica utilizar. Desde luzes até o famoso sombré hair, opções não faltam para clarear as madeixas. Confira aqui as vantagens e características de cada uma:

1. Luzes

A técnica mais antiga e conhecida de todos e a mais usada para clarear os cabelos. O que antigamente eram reflexos champanhe feitos de forma rígida no cabelo todo, hoje em dia ganharam em modernidade ao se transformarem em mechas mais distribuídas nas madeixas. 

Trata-se de um procedimento longo, mas que garante um ótimo resultado. Com o auxílio de uma touca cheia de furos, o profissional puxa, madeixa por madeixa, e as clareia. As mechas escolhidas para clareamento devem ser finas para garantir um resultado natural. A desvantagem das luzes é que elas exigem retoque constante.

2. Mechas

A diferença entre as mechas e as luzes é a espessura das mechas. Na técnica em questão, a quantidade de cabelo que vai ser tingido é maior, resultando em mechas mais largas. Por isso, aqui, os tons usados têm maior contraste com o tom natural dos fios. Assim como nas luzes, clarear o cabelo com mechas vai exigir retoques mais constantes.

3. Mechas californianas

A famosa técnica foi inspirada nos cabelos dos surfistas. Os esportistas têm as pontas dos cabelos descoloridas e bem mais marcadas que o resto devido ao uso de parafina para proteger os fios do sol e da água do mar.

As mechas são feitas com descolorante e a ideia é deixar um espaço de cinco dedos - ou mais para os cabelos mais compridos -, entre as mechas e a raiz. Os fios serão clareados em tonalidades que variam entre acaju, cobre, loiro, castanho médio e até tons como rosa, azul e laranja (que também pode ser chamado de dip-dye)

3. Ombré hair

A técnica é bem popular nos salões de beleza por ser democrática e menos agressiva, já que a ideia aqui é apenas iluminar algumas madeixas. Na técnica, as mechas são feitas sete dedos abaixo da raiz em até quatro tons aproximados da cor natural dos cabelos, com as pontas em um tom mais claro. A vantagem do ombré hair é que os retoques são realizados em intervalos maiores. 

4. Sombré hair

O nome é parecido, mas o efeito é diferente do ombré hair. A técnica consiste em clarear as pontas com até três tons mais claros que a raiz – um a menos que o do ombré. Além disso, as mechas são escolhidas com mais critério. Com isso, o resultado obtido é bem mais sutil que o da técnica ombré, sendo uma opção indicada para mulheres que nunca mexeram nos fios.

5. Loiro total

Se a intenção é ousar, opte pela coloração total! O tingimento completo dos cabelos é mais indicado para quem já é loira natural, tem os cabelos tingidos ou para morenas que já tenham clareado os fios. Neste caso, também vale cortar as pontas dos cabelos médios ou longos (pode ser em camadas ou mesmo desfiadas), para suavizar o ressecamento da coloração e deixar os cabelos com ar mais natural.

Para manter a cor, é importante fazer retoques mensais, lavar os fios a cada dois dias e hidratá-los profundamente. Uma boa ideia é  reproduzir o efeito do sol nos fios: para isso, opte pelos tons dourados e acinzentados. Mas, para quem tem cabelo escuro, os loiros acobreados podem ser uma melhor opção. 
 

LEIA TAMBÉM

Mechas californianas, ombré, bronde, texanas: entenda as diferenças entre as técnicas

Hidratação dos cabelos: conheça 5 receitas caseiras e naturais contra fios ressecados
 

Cuidados: invista nos produtos certos

A razão pela qual temos que prestar tanta atenção nos cabelos loiros por tintas e descolorações é que eles ficam, necessariamente, mais finos e porosos. O ressecamento é fatal nesse tipo de cabelo.

“Cabelos quimicamente descoloridos requerem uma atenção redobrada. E os loiros, mais ainda. É bom ter isso em mente para se preparar para esses cuidados, que basicamente passam pela aplicação regular de produtos como xampus que tiram o tom amarelado, máscaras específicas, ampolas revitalizantes e a manutenção da cor no salão para não ficar com aquele aspecto de 'cabelo de vários tons', um na raiz, outro no meio e outro nas pontas”, sugere Thiago Henry, hairstylist e consultor da farmácia Netfarma.

A dica para esse problema é usar os produtos certos para cada tipo de cabelo – priorizando xampus que não desgastem a cor (xampus oxidantes) e nem interfiram na hidratação do seu cabelo. “A estrutura dos fios deve ser preservada o máximo possível”, lembra Thiago.

Já condicionadores que hidratam em profundidade são os mais indicados. Para um resultado mais eficaz, outra dica é incluir um produto para a reconstrução dos fios. “A frequência de uso deve ser a cada 15 ou 20 dias”, completa Thiago.

Outra sugestão importante é fazer uma mega-hidratação pelo menos uma vez por mês no salão e fazer hidratações em casa no dia a dia. “Hidratações são ótimas e devem ser feitas sempre. Vale a pena potencializar com produtos de eficácia comprovada, das marcas mais conceituadas”, salienta o profissional.

Efeito amarelado: como evitar?

Ele é o inimigo número um de qualquer cabelo loiro. Aquele tom amarelado – quase um “amarelo ovo”, que os fios ganham com o passar do tempo e sem a manutenção adequada. Além de perder a tonalidade certa para cada tom de pele, os fios amarelados também dão a impressão de cabelo ressecado, com aspecto de palha, nada saudável.

Mas ficar livre desse efeito amarelado é fácil. Lance mão de bons produtos desamareladores – como xampus e condicionadores – cinzas, silver ou roxos – que servem como tonalizantes para os fios, deixando-os com um tom loiro mais natural. 

Hora do retoque

Assim como os cuidados para manutenção dos fios, o retoque acaba sendo um item fundamental na lista de quem optou por clarear os cabelos.  O ideal é que as raízes sejam retocadas, pelo menos, uma vez ao mês ou a cada 15 dias.

É importante logo após o retoque usar máscaras hidratantes para repor os aminoácidos perdidos e selar as cutículas, tratando toda a extensão do fio e evitando qualquer prejuízo que o processo químico possa ocasionar.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto