Manteiga vegetal auxilia na hidratação de cabelos crespos e cacheados

Carolina Ferreira

O tratamento ajuda a combater o frizz, fortalece a fibra capilar e proporciona brilho aos fios

As manteigas ajudam na hidratação e nutrição dos cabelos crespos e cacheados © iStockphoto.com/monkeybusinessimages

 

Cabelos cacheados e crespos precisam de muita hidratação. E a manteiga vegetal pode ser uma grande aliada neste processo. Tratando profundamente os fios, ela deixa as madeixas mais saudáveis e bonitas. Manteiga de cacau, cupuaçu, murumuru ou a famosa karité são alguns exemplos desses produtos vegetais que vêm conquistando as mulheres. E para melhores resultados, recomenda-se comprá-las puras, sem a adição de elementos químicos.

“As manteigas têm a mesma função dos óleos. O principal benefício é a concentração de oleosidade natural e de fácil absorção. Seus nutrientes são rapidamente reconhecidos pelo fio, criando uma película que retém umidade além de funcionar como facilitador no desembarace” , explica o beauty artist Wilson Eliodoro, expert em cabelos crespos e cacheados e queridinho de famosas como Taís Araújo, Cris Vianna e Juliana Alves. 

Eliodoro lembra ainda que as manteigas ajudam a combater o frizz, alinhando os fios, diminuindo o aparecimento de pontas duplas e fortalecendo a fibra capilar. Assim, as madeixas ficam mais resistentes, o que evita a queda e ajuda no crescimento dos cabelos. 

O terapeuta capilar Alex Gomes, da Esmell Leblon, pontua que as hidratações à base de manteiga vegetal são ricas em vitaminas e são altamente nutritivas, pois contém óleos vegetais. Além disso, são mais profundas e com uma duração bem maior do que com produtos industrializados. 

“Indico para fios ressecados, não nos oleosos, pois a tendência é aumentar esta oleosidade”, explica ele.

Como utilizar?

Segundo Eliodoro, a manteiga pode ser usada na umectação (pré- lavagem), tratamento noturno ou temperando a máscara tradicional. Vale também contar com ela em seu cronograma capilar.

Como a  manteiga vegetal vem em forma sólida, retire do recipiente apenas a quantidade necessária para a sua nutrição e aqueça por alguns segundos em banho-maria para conseguir a forma líquida. Depois aplique nos fios sujos mecha por mecha.

O finalização vai depender do processo escolhido. Para umectação, lave o cabelo normalmente. No caso do tratamento noturno, lave os fios logo pela manhã. E, se colocar na máscara capilar, siga o processo descrito na embalagem do produto.   

Alex Gomes lembra que as manteigas vegetais são para nutrição profunda, ou seja, são densas e, em fios finos, podem pesar. Por isso, é preciso dosar a quantidade. Ele indica, se for colocar na máscara de hidratação, adicionar uma colher de sopa da manteiga derretida.

Para saber qual tipo de manteiga seu cabelo precisa, a solução é conversar com o cabeleireiro de confiança e observar os fios. Segundo a jornalista Lídia Azevedo, do site Crespos de Lídia, há no mercado vários tipos de manteigas com diferentes funções.  

“Quem faz cronograma capilar pode comprar manteigas que atendam a necessidade e a rotina deste cronograma. Neste caso, pode ter uma manteiga de hidratação, uma de nutrição e outra de reconstrução. As marcas costumam mostrar na embalagem para que servem ou colocam em ordem de importância. Se vier no rótulo 'reconstrução e hidratação' é porque os ativos principais reconstroem, mas também hidratam”, explica.  

Conheça as principais manteigas vegetais

Manteiga de Karité - Composta por uma mistura de ácidos graxos e por tocoferóis, triterpenos, esteroides e hidrocarbonetos. Fornece brilho e maciez aos cabelos. Rica em ácido cinâmico atua como um filtro solar natural, auxiliando na proteção da pele e dos cabelos contra raios UV.

Manteiga de Cacau - Rica em polifenóis, que são pigmentos naturais com atividade antioxidante, a manteiga de cacau também previne contra o envelhecimento celular, eliminando os radicais livres formados no processo natural de envelhecimento. E é capaz de regenerar a fibra capilar, deixado-a macia e maleável.

Manteiga de Cupuaçu - O cupuaçu contém ferro, fósforo e proteínas, necessários para a formação celular, participando dos processos químicos que permitem a continuação da vida. Consegue selar as cutículas, dá fim às pontas duplas e devolve o brilho ao cabelo. (Fonte: Wilson Eliodoro)

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto