Tintura de cabelo: dicas de como fazer

Muitas mulheres tingem os cabelos. E, por motivos de ordem prática e limitações financeiras, boa parte delas faz isso em casa. Veja aqui algumas instruções e dicas para acertar na hora de tingir os cabelos em casa
Coloração permanente, semipermanente, temporária? Conheça as diferenças para acertar na hora de escolher.

Noções básicas para escolher o produto

A primeira coisa a definir, quando se quer fazer uma tintura de cabelos, é claro, a cor à qual se pretende chegar. Estas cores estão relacionadas numa escala de tonalidades bem exata, usada pelos profissionais da área. Ela define dez principais nuances, partindo da mais clara (loiro ultra claríssimo) até chegar a mais escura (cabelos pretos). A estas nuances se somam os reflexos. Distinguem-se os reflexos quentes (dourado, acobreado, acaju e vermelho) e os reflexos frios (cinza e irisado / mate). É por isso que as tintas de cabelo à venda no mercado levam uma numeração. 
 
Quando se lê, por exemplo, no produto da Garnier “Nutrisse 83”, o primeiro número (aqui, o 8) indica o tom (numa escala de 1 a 10) e o segundo (neste caso, o 3), o reflexo principal. O produto usado como exemplo corresponde, portanto, a um loiro claro dourado. Geralmente, aconselha-se não usar uma tonalidade mais clara que a sua própria cor natural. Na verdade, é bastante fácil descobrir que tipo de nuance você pode adotar: as embalagens das tintas para cabelo trazem tabelas que indicam de modo bem simples quais as tonalidades que mais se adaptam à sua cor natural.
 

Coloração permanente ou tonalizante?

Em seguida, é importante definir se você deseja uma coloração temporária (que desaparece em 6 a 8 lavadas), um tonalizante (Também chamado de coloração semipermanente, que dura de 6 a 8 semanas) ou, ainda, uma coloração permanente. O que as diferencia? Nos dois primeiros casos, os produtos não contêm amônia, pois se limitam em colorir os cabelos. Consequentemente, os agridem bem menos. Mas permitem cobrir apenas parcialmente os fios brancos. 
 
A coloração permanente é a única que pode cobrir completamente os cabelos brancos e, ao mesmo tempo, escurecer ou clarear a cor natural. Assim, se você quer adotar um tom mais claro que a sua cor natural, deve fazer uma coloração com amoníaco, que vai ajudar na descoloração. Em contrapartida, se você deseja uma cor mais escura, pode optar por colorações permanentes sem amoníaco, menos agressivas.
 
Em todos os casos, lembre-se que a ação do produto usado numa permanente é prolongada e que será necessário esperar que o cabelo cresça para recuperar a sua cor natural. Saiba também que existem, hoje em dia, colorações muito leves que desaparecem na primeira lavagem. São ideais para quem ainda não se aventurou a tingir os cabelos em casa.
 

Dicas práticas

Na véspera da tintura, hidrate bem os cabelos para revitalizá-los. Siga as orientações da embalagem passo a passo, não pule etapas, não se esqueça de usar as luvas, deixe a tintura agir o tempo que foi recomendado e, mais que tudo, enxague muito bem o cabelo. Se você tem fios brancos, evite as nuances que clareiam - prefira tonalidades acima do loiro escuro - e os reflexos vermelhos intensos, que podem ficar muito acentuados sobre as mechas brancas. 
 
Depois de tingir os cabelos, é preciso cuidas das madeixas com produtos apropriados. Evite tingir os cabelos logo após uma descoloração: estes procedimentos danificam demais o cabelo. Tintura à base de henna também deve ser usada com cautela, pois, se o resultado não é o esperado, é impossível reverter ou acertar a cor com uma tintura clássica (química). Além disso, misturar as duas é totalmente desaconselhado. Não se deve nunca fazer uma coloração com henna em cabelos tingidos com tintura química (nem mesmo a segunda depois da primeira); é preciso esperar que o cabelo cresça novamente. 
 

Alguns conselhos básicos para as mechas

Tingir sozinha alguma mechas é possível, desde que você esteja bem equipada. Procure fazer mechas finas e espaçadas. Seja atenta e privilegie a qualidade, não a quantidade: uma dezena de mechas de um lado e do outro do rosto e na parte de trás da cabeça bastam para dar um bom resultado. Com o auxílio de uma escova, comece aplicando o produto sobre cada mecha, partindo de cerca de um centímetro da raiz. Para variar o efeito, é possível não a colorir a mecha até a ponta.
 
Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto