Amor sem fronteiras: curiosidades sobre casamentos ao redor do mundo

Jessica Krieger

Na Índia, as noivas usam vestido vermelho e não branco; já na China, não há presente melhor que um casal de gansos vivos. Acompanhe alguns fatos curiosos que envolvem as celebrações das bodas em diversos países

Detalhes da tatuagem de henna nas mãos da noiva indiana.


O amor pode ser universal, mas a forma como os casais apaixonados celebram este sentimento é diferente em cada cultura. Há países em que não existe a imagem clássica do noivo esperando, enquanto sua bela noiva entra magnífica na cerimônia vestida de branco.

Os casamentos mundo afora são permeados de tradições que parecem estranhas e até de certos rituais excêntricos, mas que têm o mesmo objetivo: celebrar a união entre duas pessoas que se amam - junto com amigos e familiares. 

Tradição é quase uma regra quando se trata de casamentos, mas como mudanças são naturais, algumas coisas vão mudando com o tempo, enquanto outras, permanecem intactas", pontua Larissa Coelho, responsável pelos eventos do Lugar 166. Abaixo, A Revista da Mulher separou algumas curiosidades sobre casamentos... confira! 

 
Vestido branco

Por incrível que pareça casar de branco nem sempre foi uma tradição. “O vestido branco se popularizou com a rainha Vitória da Inglaterra, no século XIX. Ela usou um modelo de renda feito à mão e foi a primeira nobre a se casar por amor, o que deixa a história ainda mais interessante”, afirma Juliana Ferreira, idealizadora do blog Vida de Noiva.  

Traje vermelho 

A cor vermelha remete quase sempre ao amor ou paixão. Na China, por exemplo, o vermelho predomina em casamentos por representar celebração, sorte e felicidade. O chamado Tipal é tradição na hora de receber os comprimentos da festa. “Já na Índia simboliza a pureza, por isso as noivas optam por casar de vermelho”, afirma Karla Lyara Costa, cerimonialista pós-graduada em Assessoria de Comunicação pela Uniderp. 

Sinais de boa sorte

"Na Alemanha, a noiva leva sal e pão consigo na cerimônia das bodas. “Já o noivo, transporta grãos de cereais, que promete saúde e sorte durante o casamento”, conta a  Solange Zaparoli de Oliveira, socióloga e professora de História e Geografia da Anhanguera em Piracicaba. E, na Holanda, completa a docente, os amigos e familiares plantam um pinheiro em frente à casa dos recém-casados, como símbolo de fertilidade e sorte. 

Anel de noivado

“O símbolo da aliança não muda, mas cada país adaptou a joia a sua cultura”, diz o especialista em alianças de casamento, Márcio Tamai, da Lojas Rubi. Na Espanha, os casais colocam a aliança de casamento na mão direita, ao invés da esquerda. Na Colômbia, o anel de noivado ou aliança de casamento, não pode ter pérola. No país, acredita-se que esta pedra traz má sorte. 
 

No Japão: noivos com roupas tradicionais.

 

Dia da semana

Se no Brasil casar no sábado é o mais comum, na Inglaterra, casar neste dia da semana remete ao azar. Segundo o folclore inglês, um bom dia para a realização de casamentos é a quarta-feira. “Ainda assim, a grande maioria das pessoas prefere casar aos sábados, enquanto outras preferem evitar por motivos religiosos”, completa a professora Solange Zaparoli de Oliveira. 

Festas dias a fio

Enquanto por aqui a festa de casamento dura, no máximo, algumas horas, em países como a Polônia, por exemplo, a celebração pode perdurar dois ou até mais dias, dependendo da vontade nos noivos. Na Rússia, as festas também acontecem durante vários dias. A Índia vai além: as festas são sempre animadas e cheias de cores e também não tem hora e nem data para acabar. Só a preparação da noiva indiana dura quase uma semana! 

Preparação da noiva

A noiva tem sim seu dia de princesa em quase todos os lugares do mundo. Em Marrocos, elas tomam banho de leite para se purificar e encantar o futuro marido e, na Índia, fazem tatuagens minuciosas em hena nas mãos e nos pés para se proteger do mau-olhado. Na Finlândia existe a sauna finlandesa, que geralmente acontece um dia antes do casamento e reúne a noiva, madrinhas e a mãe da noiva.

“Na Índia, muitos rituais são realizados na casa [da noiva], como o de pintura de hena nas mãos e nos pés, feitas por mulheres da família e que tem o simbolismo de atrair boa sorte ao matrimônio”, diz Karla Lyara Costa.

Buquê de flores

Como antigamente, as pessoas não tinham o costume de tomar banho diariamente, costumavam, sempre que vestiam uma roupa nova, carregar algumas flores para amenizar o odor. Assim, as noivas sempre entravam na igreja carregando um grande buquê de rosas naturais, para que todos sentissem um cheirinho bom, vindo delas. 

Bolo de casamento

No caso dos bolos de casamento, é tradição na França os noivos servirem a Croquembouche, uma torre repleta de carolinas recheadas e decorada com diversas guloseimas e fitas, na Noruega é servido o Kransekake, um tipo de bolo tradicional consumido especialmente em ocasiões festivas, como casamentos, Natal, Ano Novo, entre outras celebrações. 

Presente de casamento

Pode parecer estranho, mas na China o noivo presenteia sua futura esposa com vários presentes – cada um com um significado especial. Um dos presentes mais inusitados é um casal de gansos vivos. Os significados? As aves só escolhem um único parceiro para toda a vida.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto