Elopement Wedding: saiba como funciona o casamento somente a dois

Jessica Krieger

Essa modalidade de casamento reúne somente o noivo e a noiva em um momento íntimo para o “sim”

Elopement Wedding para noivos que preferem casar a sós. © iStockphoto.com/ Kostyazar


Se antigamente fugir para casar era considerado um ato inconsequente, hoje em dia, essa concepção romântica de união a dois ganha cada vez mais adeptos. Trocar as alianças em uma cerimônia íntima, longe dos familiares e amigos, pode parecer estranho, mas está se tornando realidade para muitos casais que apostam em um momento único para celebrar o amor.

Esta modalidade, conhecida como Elopement Wedding já faz sucesso fora do país e chegou aqui com ares de novidade – o que conquistou noivos que querem literalmente deixar de lado todo o estresse que envolve os preparativos de um casamento

O termo vem da palavra elope, que em tradução livre do inglês significa fugir. Fugir de tudo e de todos para fazer um casamento especial a dois. Intimista e compacto, este tipo de enlace normalmente é muito simples, sem decoração grandiosa ou cardápio elaborado.

Prós e contras do Elopement Wedding

A grande vantagem do Elopement Wedding é não ter que se preocupar com detalhes de uma festa de casamento. A ideia é mesmo fugir de todos estes compromissos que envolvem a organização das bodas. É perfeito para casais que dispensam um grande evento e sonham com um momento só deles.  

A organizadora de eventos Simone Wassermann acredita que, entre os pontos negativos, está não dividir a felicidade desta ocasião especial com pessoas queridas e que se importam com o casal. Os noivos correm o risco até de criar conflitos com a família

E, embora possa parecer mais em conta, um Elopement Wedding em um resort ou local fora do país também pode pesar no bolso. “O investimento visto de forma isolada pode parecer baixo, mas pensando que será apenas para duas pessoas acaba sendo muito alto. É preferível repensar os investimentos, realocando os valores e fazer uma festa ainda que seja simples”, opina. 

Celebridades aprovam a ideia

Famosos como a top Isabeli Fontana e o músico Di Ferrero aderiram à modalidade: todos se surpreenderam quando os dois viajaram para as Ilhas Maldivas e se casaram em um cenário paradisíaco.  

Rafa Brites e o jornalista Felipe Andreoli também tiveram um casamento a dois: após cinco anos juntos, eles resolveram oficializar a união em Las Vegas. O casal Débora Nascimento e José Loreto trocaram alianças sozinhos no deserto em Abu Dhabi em 2005. Na época, eles revelaram que nem mesmo as famílias sabiam que iriam se casar. 

Onde fazer?

O Elopement Wedding pode ser feito na praia, nas montanhas, no campo ou onde os noivos escolherem. A dica é escolher um cerimonialista local ou uma empresa especializada para cuidar dos detalhes, como a comemoração a dois após o enlace, por exemplo.

No Brasil, um dos lugares favoritos para realizar esse tipo de casamento é o Ponta dos Ganchos Exclusive Resort, que fica no litoral catarinense. O local conta com estrutura e até pacotes especiais para os noivos que sonham com este momento único. 

Além do cenário deslumbrante, o resort oferece decoração e cerimônia de casamento, jantar para os noivos após a troca de alianças, buquê de flores, álbum de fotografia e até violino durante a cerimônia. 

Dicas para realizar um casamento a dois

  • Mesmo um enlace a dois têm burocracia: se for no Brasil, o casal precisa correr atrás dos documentos para o casamento no civil. Se for no exterior, como na Europa por exemplo, é necessário um processo de licença de casamento no país de origem;
  • Escolha fornecedores especializados, como fotógrafos e cerimonialista;
  • Na hora de fechar o pacote no hotel ou resort, veja se existem promoções ou condições especiais para este tipo de casamento. Fora de temporada, os preços costumam ser mais baratos; 
  • Uma opção mais barata é casar e comemorar a lua de mel em um único local; 
  • Mesmo sendo só os dois, invista em um vestido de noiva personalizado, capriche no cabelo e maquiagem para o dia especial;
  • Para agradar também as famílias, que tal fazer almoço ou jantar pós-casamento, depois que voltar para casa? 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto