10 dicas para organizar um casamento perfeito

Carolina Ferreira

Assessora dá o passo a passo certeiro para a cerimônia especial acontecer sem problemas

O casamento perfeito tem quer ter planejamento. © Istock/Rawpixel

 

Uma festa perfeita de casamento não nasce de um dia para o outro. É preciso disposição, planejamento e envolvimento total do casal. A assessora de eventos Claudia Santos dá dicas para que os noivos possam se organizar melhor para aquele dia especial e para que a cerimônia seja inesquecível. Confira suas 10 sugestões:

1. Planejamento  

Inicie o planejamento do seu enlace com pelo menos um ano e meio de antecedência. O tempo é sempre o melhor parceiro para fazer boas negociações,e assim potencializar o seu orçamento. Além de garantir bons profissionais da área, já que os melhores espaços, decoradores e fotógrafos sempre têm sua agenda cheia em prazos às vezes até superiores a estes 18 meses.

2. Orçamento

Determine um orçamento para o seu casamento e siga-o à risca. Seja realista. Você não alcançará bons resultados se tentar organizar um casamento farto com um orçamento escasso. Vejam quais são suas fontes de recursos. Com estas definições, estipule qual será o orçamento do seu casamento com uma pequena margem para desejos e possibilidades.

3. Faça uma poupança

Poupe exclusivamente para o casamento. Abram uma poupança ou outro investimento separado de quaisquer outros investimentos que tenham e centralizem a poupança para o casório. E não utilizem o valor investido para nenhum outro fim que não o casamento.
 

Tudo deve ser anotado corretamente. © Istock/Rawpixel


4. Definam o estilo 

Como vocês são? Extrovertidos, clássicos, contemporâneos, naturalistas... O que combina com vocês? O que vocês não fariam de forma alguma? O que traduz a personalidade de cada um de vocês? Respondam a estas perguntas e saberão qual deverá ser o estilo da sua cerimônia e recepção. Rústica, temática ou clássica? Ao definir o estilo, vocês estarão também decidindo o horário, o tipo de traje, o espaço e outras coisas igualmente importantes.

5. Cada coisa a seu tempo

Tenham em mente que os itens mais caros, bem como aqueles que fecham sua agenda mais cedo, precisam ser contratados antes. Não teria muito sentido contratar os doces antes de definir o espaço, por exemplo. Para começar certo, contrate primeiramente o espaço, a decoração, o buffet e os profissionais de registro de imagem.

6. Pesquise, pesquise, pesquise

A internet é sempre uma excelente parceira na hora de pesquisar os profissionais que realizarão o seu sonho. Além de buscar informações sobre eles, não deixe de dar aquela olhadinha nos sites de opinião, como o Reclame aqui, por exemplo.

Dê atenção especial aos depoimentos sobre o profissional que você procura. Se puder, entre em contato pessoalmente com o cliente que deu o depoimento. Converse com quem já contratou o serviço e sempre que possível, crie situações nas quais você possa “experimentar” o serviço em questão.

7. Valorize a relação custo x benefício

Você, certamente, já ouviu aquele ditado popular “o barato sai caro”. É claro que barato não é sinônimo de má qualidade, da mesma forma que caro não carrega selo de qualidade garantida. Mas sabemos que produtos e serviços com maior valor financeiro carregam consigo um valor agregado que, com certeza, fará toda a diferença na hora da contratação.

Por isso, desconfie sempre que receber uma proposta com um preço muito abaixo do valor de mercado. Utilize a dica acima (da pesquisa) para saber qual o motivo que faz com que seu preço seja tão baixo.

8. O tripé do sucesso 

Num casamento, cada item, cada produto, cada serviço, cada detalhe tem a sua importância. Mas existem três serviços aos quais devemos dar uma atenção especial e que podem representar o absoluto sucesso ou o total fracasso do seu evento.

São eles: comida, bebida e música. Esteja muito atento na hora da contratação destes fornecedores. Deguste, faça questão de audições e, se possível, participe de eventos em que estes fornecedores prestação serviços.


LEIA TAMBÉM

Experts ensinam a calcular comida e bebida em um casamento

Música para casamento: como acertar na escolha entre banda ou DJ

Drones: tecnologia em alta nos vídeos de casamento

9. A lista de convidados

Preparar a lista de convidados é sempre um momento de estresse para os noivos. Quem convidar? Quem não convidar? Tenham em mente que a lista não é algo infinito. O tamanho do investimento está diretamente ligado ao tamanho da sua lista. E seu orçamento também não é algo infinito.

No seu casamento devem estar presentes pessoas que participam da vida de vocês ou que participaram de maneira direta da história do casal. Primos que vocês não veem há dez anos podem ser convidados para conhecer a sua casa nova num momento propício, mas não precisam ser convidados para o seu casório. Se vocês não se veem há dez anos, eles podem esperar um pouco mais para estar com você.

10. Contrate uma assessora

O planejamento do seu casamento ficará muito mais leve e assertivo com ajuda profissional. A assessora conhece o mercado e, por isso, saberá indicar os melhores fornecedores para a personalidade do casal, para o estilo do seu casamento e principalmente, para o seu orçamento.

As assessoras são também, as melhores clientes dos fornecedores (elas sempre voltam com novos casais e com novos sonhos a serem realizados), e por isso, conseguem, na maioria das vezes, os melhores valores e as melhores condições de contratação.

O ideal é que contratem uma assessoria completa – aquela na qual a assessora organiza tudo, desde a concepção até a finalização do evento. Mas caso seu orçamento não permita, contrate uma assessoria parcial - quando vocês contratam a maior parte dos fornecedores e a assessora indica os demais, lê e acompanha a execução dos contratos, as reuniões de finalização e gerencia o evento - ou final. Nesta última, a assessora lê os contratos para conhecimento e para que possa fazer as cobranças aos fornecedores, quando necessário, durante a execução do evento.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto