Como escolher o vestido de noiva ideal para cada tipo de corpo?

Jessica Krieger

Além de priorizar o conforto, é importante eleger modelagens destacam o que a noiva tem de melhor

Detalhes fazem toda a diferença na hora de escolher o vestido perfeito para cada silhueta. © iStockphoto.com/Kostyazar


Entender os pontos fortes e fracos de cada silhueta faz toda a diferença na hora de eleger vestido de noiva dos sonhos. Os diferentes tipos de corpo acompanhados por decotes adequados, tecidos e caimentos impecáveis valorizam o que a noiva tem de melhor e ajudam a disfarçar o que ela considera como imperfeição.

O conforto também deve ser levado em conta, afinal, a noiva passará horas com o vestido durante a cerimônia e festa de casamento. “A primeira coisa que se deve levar em consideração é a noiva se sentir bem e linda com o vestido”, diz a consultora de estilo e blogueira Juliana Sena. 

A especialista conta que antes de escolher, é importante pesquisar em sites ou revistas referências para o modelo ideal do grande dia. “Crie um painel ou pasta em seu computador com essas imagens e leve quando for em busca do vestido ideal. Aproveite esse momento para provar tudo o que tem direito. Lembre-se: o vestido deve caber em você e não o contrário. Respeite seu corpo”, explica.

Para auxiliar nesta tarefa, a consultora de estilo dá dicas de quais modelos de vestido de noiva são recomendados para deixar a silhueta harmoniosa e a mulher ainda mais bonita para o grande dia. Confira: 

Estilo pera

Vestidos de Berta, Inês di Sarto e Galia Lavav em coleções 2018. © iMAXtree


A silhueta pequena na parte de cima e quadril largo pede detalhes como um decote profundo e bordados em 3D. “A dica é dar destaque na parte de cima do corpo para amenizar o volume dos quadris. Então, essa noiva poderia usar uma tiara bem vistosa, por exemplo, para criar volume na parte cima”, analisa. 

Ampulheta

Looks de Emiliano Bengasi, Pronovias e Inês di Santo. © iMAXtree


Para as mulheres com corpo estilo violão, o ideal é apostar em um vestido de noiva que valoriza as curvas, como o modelo sereia por exemplo. Vestidos de gola alta alongam a silhueta e destacam ainda mais este corpo com seios e quadril fartos. 

Retângulo

Modelos de vestidos de noiva de Ana Torres e Pronovias. © iMAXtree


Quando os ombros são proporcionais ao quadril e a cintura não é definida, a ideia é usar modelos que equilibram as proporções. “O corpo retangular pode conter tecido fluidos e volumosos tanto na parte de cima ou parte de baixo do corpo. Como essa silhueta é retinha, pode ficar incrível num tomara que caia, por exemplo”, garante a especialista.

Triângulo invertido

Coleções 2019 de Emiliano Bengasi e Inês di Santo. © iMAXtree


Quando os ombros são maiores que o quadril, a dica é ressaltar a parte inferior do corpo. Saias amplas, com babados em camadas e um corpete acinturado, ganham vida neste tipo de corpo.  

“O ideal é apostar em uma peça em que a parte de cima é sequinha e a debaixo tenha volume e textura, por exemplo, renda ou plissados”, analisa Juliana. 

Oval

Desfile de Dennis Basso, Reem Acra e Jesus Peiro para Outono/Inverno 2018. © iMAXtree


Noivas que estão acima do peso, podem abusar do decote e até usar mangas para disfarçar a gordurinha dos braços. Saias evasé ajudam a disfarçar os quadris largos e podem ser boas opções quando começam na cintura.

Para este tipo de corpo, Juliana Sena indica vestidos com decote canoa, ombro a ombro ou tomara que caia. “O império, seguido de um tecido mais estruturado seria o mais indicado”, afirma.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto