Conheça quais são as melhores opções para clarear a virilha

Etiene Resende
Descubra quais são as causas e os melhores tratamentos para o clareamento da região da virilha 

É possível clarear a virilha utilizando tratamentos em casa mesmo.


Nenhuma mulher encara com tranquilidade o escurecimento da pele por causa de manchas, estejam elas onde for, ainda que seja em uma região que não fica exposta com frequência. É o caso do escurecimento da virilha, que tem levado cada vez mais mulheres a procurar maneiras reverter a situação.

De acordo com a dermatologista Carla Albuquerque, as virilhas podem ficar escuras por diversos motivos, mas o mais o comum são as “manchas decorrentes das inflamações, atritos e irritações repetidas no local, causadas por métodos depilatórios “agressivos” e eventualmente excesso de peso (que aumenta o atrito com o elástico das roupas íntimas, favorecendo o escurecimento da pele da região)”, afirma.

Ainda segundo a especialista, qualquer método depilatório que ocasione um traumatismo na pele pode ser responsável por essas manchas indesejáveis, assim como situações que causem processos irritativos, traumas repetitivos e alérgicos no local. “É muito comum entre as mulheres, pois elas estão mais sujeitas às agressões e irritações dos métodos depilatórios. Além disso, as grávidas têm também um potencial maior de pigmentar a pele devido às alterações hormonais próprias da gestação”, explica.

Técnicas para o clareamento de virilha

Carla Albuquerque afirma que é possível clarear a virilha com tratamentos tópicos de uso domiciliar: “cremes que contenham ativos clareadores como hidroquinona, ácido kójico, ácido fítico, ácido glicólico, que podem ser usados “isolados” ou em associação. Eles inibem a produção de melanina pelos melanócitos”, destaca.

A depilação a laser, segundo a especialista, pode ser uma solução muito interessante, pois, além de ajudar no processo de clareamento, evita também os traumas repetidos causados pelos outros métodos depilatórios. “Dessa forma, age em uma das causas do problema”, reforça. Já os peelings químicos podem ser realizados, mas com cautela, pois podem irritar a pele fina e delicada da virilha.

Outra opção é o Laser de diodo fracionado (Emerge) com drug delivery, que é um laser fracionado que provoca microcolunas na superfície da pele no intuito de estimular a troca do tecido. “Uma vez formadas essas micro colunas, ativos clareadores podem ser aplicados nesses micropontos, otimizando os resultados do clareamento. Esta técnica é conhecida também como Infusão Transepidérmica”, destaca.

 Quem pode fazer?

Carla Albuquerque afirma que estes tratamentos podem ser feitos por todas as mulheres, exceto as grávidas. Os preços vão variar de acordo com o tipo de método que será aplicado e quantas seções serão necessárias, sempre de acordo com a avaliação do profissional.

Os resultados podem ser permanentes, mas vai depender do motivo que levou ao escurecimento do local, segundo a especialista. “O mais importante é tratar a ‘causa base’ para os resultados serem duradouros. Se o que levou ao escurecimento da pele for o excesso de peso, cuidar disso. Se foram os métodos depilatórios, pensar em investir em depilação a laser, etc.”, conclui.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto