Conheça a ritidoplastia e saiba como o tratamento combate as rugas

Etiene Resende

Procedimento é um tipo de lifting facial aliado à cirurgia, destinado a pessoas que possuem flacidez na pele do rosto

ritidoplastia
Cirurgia de ritidoplastia combate rugas e flacidez na pele do rosto e do pescoço. © iStock


O tempo é implacável. E mesmo para quem costuma cuidar da pele de forma exemplar, as marcas do tempo vão aparecer um dia. Atualmente, porém, existem diversos produtos e intervenções que visam a retardar este envelhecimento, mas nem sempre os efeitos são satisfatórios. Neste caso, opções há procedimentos como a ritidoplastia.

De acordo com o cirurgião plástico Marco Cassol, a ritidoplastia é uma espécie de lifting facial e cirurgia da face, que tem como finalidade tratar as rugas da área.

“É indicada para pessoas que possuem flacidez na pele do rosto ou nas estruturas da região. O resultado é o reposicionamento das estruturas da face e a retirada do excesso de pele em casos de flacidez”.

A cirurgia trata principalmente situações como:

  • Queda das bochechas (chamado terço médio da face);
  • Flacidez no contorno da mandíbula e do pescoço;
  • Sulco nasogeniano em destaque (bigode chinês);
  • Acúmulo de gordura na região do queixo.

O valor a ser pago irá depender de cada caso, uma vez que o profissional terá que trabalhar de maneira específica em cada paciente. Além disso, conforme determinação do Conselho Federal de Medicina, os profissionais não podem divulgar os preços destes procedimentos. De toda forma, há uma estimativa de que custe a partir de R$ 6 mil.

Como é feita a ritidoplastia?

Geralmente o procedimento começa com cortes por dentro do cabelo, entre uma orelha e outra, no alto da cabeça (imitando a posição de um arco de prender o cabelo). Em seguida, normalmente é feita a remoção dos excessos de músculos que causam as rugas na região frontal (testa).

Ainda por meio dos cortes, o cirurgião realiza o descolamento da pele da face e do pescoço, de acordo com a necessidade de cada caso. É neste momento em que se altera as estruturas musculares mais profundas do rosto, com o objetivo de proporcionar mais naturalidade à face.

No momento seguinte é feita a chamada tração, ou seja, estica-se a pele que foi descolada e retira o que estava excedente. Caso seja necessário, a cirurgia segue para a alteração das pálpebras e da lipoaspiração da região do pescoço (papada), onde é feito um tratamento da flacidez de toda esta musculatura.

Pré e pós-operatório

Quando se decide pela ritidoplastia é necessário que haja uma conversa franca entre médico e paciente para alinhar as expectativas e possibilidades de resultados a serem alcançados, evitando, assim, desentendimentos.

“É importante ressaltar que a ritidoplastia não altera as características faciais do indivíduo e não é capaz de interromper o processo natural de envelhecimento”, reforça Marco Cassol.

Em seguida passa-se à preparação normal de um pré-operatório, na qual deve ser comunicado ao médico  qualquer doença que possa impedir ou dificultar sua realização, como alergia, pressão arterial, diabetes, problemas de coagulação etc.

Geralmente, para esta cirurgia é aplicada uma anestesia geral. Em poucos casos pode ser feita apenas com uma anestesia local e sedação. O procedimento dura em torno de duas a três horas, com um tempo médio de internação entre 12 a 24 horas. As cicatrizes recorrentes do procedimento são escondidas pelo cabelo da paciente, ficando imperceptíveis.

No pós-operatório, o cirurgião certamente irá indicar o uso de colírios oftalmológicos e a elevação da cabeceira da cama por alguns dias. Normalmente, os pontos serão retirados em aproximadamente cinco dias, podendo a paciente retornar às atividades normais após uma semana.

Já as atividades mais intensas podem ser realizadas somente após 15 dias. É preciso evitar, pelos meses seguintes, bebidas alcoólicas, saunas, e banhos de vapor.

É importante lembrar que qualquer procedimento cirúrgico deve ser feito por um profissional qualificado, o que pode ser determinante para reduzir ao máximo os riscos e possibilitar melhores resultados.

 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto