Dicas de decoração para a sala

Cibele Maciet
  • Confira as dicas e aprenda a escolher os móveis e objetos certos para decorar sua sala

    Decorar bem a sala é primordial, já que é ali que revigoramos nossas energias.


    Na opinião dos especialistas, os objetos escolhidos na decoração da sala de estar dizem muito sobre os hábitos dos moradores. "Ali colocamos nossos melhores objetos, aqueles preferidos para dar destaque ao ambiente e receber alguém", explica a arquiteta Cris Paola, do Studio Cris Paola. "Esse espaço também é o primeiro que encontramos quando chegamos da rua, é onde revigoramos nossas energias. Por isso investimos tanto no capricho desse cômodo", acrescenta. Seguindo essa diretriz, A Revista da Mulher listou algumas dicas essenciais para decorar bem sua sala. 

    Copyright foto: Cécile Debise/Journal Des Femmes

  • Primeiro item: o sofá

    O sofa é o protagonista da sala.


    O sofá é um item indispensável na decoração de uma sala. Porém, é preciso escolher bem, já que errar nessa hora pode acarretar uma série de problemas, como deixar ambientes menores ainda mais claustrofóbicos e carregados, causar incômodo na hora de sentar, ou até mesmo atrapalhar a circulação pelo local.

    A solução é prestar atenção no espaço para que ele não fique sobrecarregado, "parecendo uma loja de móveis", como diziam nossas avós.  "O sofá é o grande protagonista do local, e deve obedecer rigorosamente ao tamanho do espaço", pondera Cris. Na hora de escolher em qual parte da sala ele deve ficar, é preciso levar em consideração a circulação de pessoas pelo local, evitando atrapalhar as passagens e a comodidade dos usuários. "É essencial sempre tirar as medidas para evitar surpresas desagradáveis. Para isso, deve se elaborar uma planta do espaço e sempre levar em consideração as paredes para apoio", detalha o arquiteto Marcelo Rosset, da Marcelo Rosset Arquitetura.

    Em questão de conforto e durabilidade, é preciso levar em conta o tecido. Geralmente os sintéticos com tramas mesclas são mais resistentes do que os naturais, já que permitem uma melhor manutenção, como a remoção das famosas manchas de vinho, por exemplo. E tente evitar tecidos muito claros, já que são mais fáceis de sujar.

    Para criar uma bela composição com os tapetes, mesinhas laterais, pufes para colocar os pés e luminárias, o ideal é fazer um estudo de harmonia de cor para que tudo combine da melhor forma possível. Sofás para sala de televisão geralmente são mais profundos e tem um encosto de cabeça mais alto. Já sofás para o living podem ser mais baixos. Cada pessoa tem uma preferência, portanto o ideal seria testar a mobília antes de comprar. Justo, né?

    Copyright foto: Hélène D. / Les Navigauteurs para Journal des Femmes

  • Cadeiras e poltronas

    Ouse na hora de escolher as cadeiras e poltronas.


    As cadeiras e poltronas, mesmo que sejam destinadas a uma sala pequena, deixam espaço para a liberdade e possibilitam a escolha de um modelo design ou até assinado para decorar sua sala. Escolha uma com costas de couro, colorida, extravagante mesmo! A ideia aqui é ousar sem medo. Lembrou da poltrona forrada de ursos de pelúcia dos Irmãos Campana? É por aí mesmo! Elas, de preferência, devem ser belas e confortáveis.

    Lembre-se que a poltrona é o carro chefe do "cantinho" de leitura, por isso, não hesite em acrescentar um pufe para esticar os pés e curtir o momento de relaxamento.

    Copyright foto: Elodie Rothan

  • Mesa de centro

    Para a mesa de centro, o menos é mais.


    Em relação à mesa de centro, esse objeto temido por muitos decoradores, pode comprar sem medo - acabou essa história que mesa e centro é cafona e antiquada.  Mas lembre-se de não exagerar com o décor. "Livros de arte ou de artistas são legais para a mesa de centro, assim como alguns objetos pessoais de decoração. Mas não encha a mesa de coisas, não fica bonito…Lembre-se que às vezes menos é mais", complementa Cris.

    Escolha uma bela vela, um, no máximo, dois livros de arte, mais um vaso pequeno de flores. Já está de bom tamanho! Não fique tentado a colocar ali porta retratos aos montes, eles ficariam melhores em cima de um aparador ou prateleira de livros.

    Copyright foto: Cécile Debise/Journal Des Femmes

  • Luzes, ação!

    Brinque com as luzes da sala.


    Chegou a hora de uma das partes mais divertidas da decoração da sala: as luzes! Capriche na iluminação: é na sala de estar que mais gastamos com lustres, luminárias de pé ou abajures. Para compôr o set de iluminação e decoração desse ambiente, opte por objetos diferentes e ousados, mas sempre respeitando a personalidade do dono da casa. Nada de gastar muito com um lustre tcheco de cristal só porque ele é tradicionalíssimo, mas não é do seu gosto.

    E brinque com o jogo de iluminação: "Faça pelo menos dois ou três cenários, que, acesos, mudam completamente o ambiente: um mais intimista, outro para receber amigos e um para o cotidiano, utilizado como iluminação default", explica a arquiteta Cris. Vai dar gosto assistir seu home theater com luz especial de cinema. Uma boa ideia também é comprar uma luminária de pé vintage e colocá-la num local estratégico da sala, para que fique em destaque. Objetos antigos dão um toque todo especial a um ambiente.

    Copyright foto: Elodie Rothan

  • Paredes criativas

    Se for decorar apenas uma parede, combine o tom de fundo do papel com a cor da tinta da parede.


    O papel de parede é um coadjuvante no décor que muitas vezes pode se transformar em protagonista: a infinidade de opções hoje no mercado permite abusar da criatividade, criando um ambiente hype na decoração de sua sala.

    Mas escolha, sobretudo, uma tonalidade que não vai enjoar depois de um mês, opte por estampas clean, delicadas e gostosas de olhar. Imagina o trabalho que vai dar trocar tudo de novo? 

    Por outro lado, se a escolha for revestir apenas uma parede, atenção à dica da arquiteta Eliane Mesquita, da Eliane Mesquita Arquitetura: "Se for decorar apenas uma parede, dando destaque a uma área específica do ambiente, combine o tom de fundo do papel com a cor da tinta da parede". 

    Sendo assim, estampas pequenas e claras são ideais para ambientes pequenos e estampas escuras e dramáticas são interessantes para ambientes mais amplos. E exatamente como acontece na moda, as estampas verticais alongam a parede e proporcionam a sensação de pé direito mais alto.

    Mas se a escolha cair sobre a tinta de parede, a dica é usar cores mais básicas, o que garante maior versatilidade na decoração. O branco é o novo preto, um clássico. As cores e estampas podem ficar nos detalhes, em quadros, objetos e plantas – que podem ser mudados com mais facilidade a cada estação do ano, ou conforme o humor do cliente.

    “Isso deixa o ambiente mais clean, facilita a harmonização dos elementos, e possibilita ousar mais nas cores das peças decorativas, que ganham destaque pontual e personificam os ambientes”, explica Nelson Machado, arquiteto e designer do escritório Machado & Weiss.

    Copyright foto: Cécile Debise/Journal Des Femmes

  • Quadros

    Os quadros podem e devem ser autorais, com molduras de vários tamanhos e cores.


    Em relação aos quadros, não existe coisa pior que reproduções de obras de arte ou de fotografias... Para decoração mais sofisticada por que não apostar num jovem artista,  que vai te fornecer um trabalho autoral e interessante?  A arquiteta Cris Paola dá mais dicas: "Escolha quadros que reflitam o seu  estilo. E nada de combiná-los com a parede, isso é over!", revela a profissional. A moda do "esmalte igual à maquiagem ou à roupa" acabou até na decoração da sala.

    Quanto às molduras, além de combinar com a tela, precisam também harmonizar com o ambiente. "Em telas onde foram utilizadas pinturas e texturas com cores quentes o ideal é usar molduras neutras, para que a moldura não interfira nas cores das imagens", explica Priscilla Costa, da Espaço Moldura Minuto. "O desenho de uma moldura deve ter relação com o tema e a densidade da obra, se for um quadro simples e leve, combina com uma moldura reta e pequena", complementa.

    Em uma parede com várias obras as molduras não precisam ser iguais. "Molduras diferentes garantem modernidade e sofisticação ao espaço. Por outro lado, evite exagerar na quantidade e no tamanho dos quadros quando o local for pequeno ou que tenha muitos móveis", explica Priscilla.

    Copyright foto: Cécile Debise/Journal Des Femmes

  • Objetos artsy

    Opte por esculturas de jovens artistas.


    Essa parte da decoração da sua sala é uma das mais bacanas: procure peças de escultura, pelo menos uma que possa dar um toque artsy ao local. Nāo precisa comprar um original do Rodin, mas faça, por exemplo, uma visita a um antiquário, a uma galeria, à feiras em praças e vai certamente encontrar coisas bacanas. Ou, então, uma peça de um jovem artista de talento. E ainda correndo o risco de ter sua peça valorizada com o passar dos anos, já imaginou?

    O mais importante é que o dono da casa de identifique com a obra, que se "veja" dentro dela. Tem arte para todos os bolsos!

    Copyright foto: Cécile Debise/Journal Des Femmes

  • Tapetes

    Um tapete importado é um bom investimento.


    Na hora de escolher o tapete para compor a decoração da sala, que dúvida cruel! Muita gente os chama de depósito de poeira e dizem que eles soltam pelo. Não é bem por aí, existem milhares de opções interessantes, com vários materiais diferentes, para todos os gostos e ocasiões.

    "Se quiser mostrar um lado mais sofisticado, procure um importado, existem mil e um desenhos e estilos. Mas, se puder, escolha um que reflete as cores básicas de seu ambiente, vai ficar ótimo!’, explica Cris Paola. Se ainda tiver medo da perda de pelos, escolha um sintético e colorido para dar um up na sala.

    Copyright foto: Cécile Debise/Journal Des Femmes
  • Televisão, onde colocar?

    A TV fica bem disposta como se fosse um quadro.


    Se não há lugar suficiente na sua casa para montar uma sala de televisão separada da sala, a ideia é fazer com que o ambiente seja o mais flexível possível. Por isso, uma dica é colocar a poltrona, cadeira ou móvel abaixo da TV, fixada na parede.

    Se quiser esconder ainda mais a televisão, coloque-a logo abaixo de uma fotografia ou quadro, ou, então, dentro de uma moldura espessa de madeira, assim ela mesma vai parecer um quadro que faz parte do décor.

    Copyright foto: Cécile Debise/Journal Des Femmes

  • Cortinas

    Cortinas claras deixam entrar a luz solar.


    A cortina é um detalhe importante na decoração da sala. Na hora de escolher, evite tecidos escuros em janelas onde a entrada de luz solar seja intensa, pois eles retêm calor e aumentam a umidade da sala. Por isso, aposte em tecidos leves e claros para criar composições atuais e variadas, seja em decorações modernas ou clássicas, a escolha é sua! Assim, além de preservar a intimidade, permite a entrada da luz natural. 

    A loja Tok & Stok dá mais dicas: "Se sua sala tiver um pé direito alto, faça a cortina subir até o teto caso a diferença entre o teto e a cortina seja de até 30 cm, deixando uma sobra de até 4 cm na barra. E, por último, antes de comprar a cortina, verifique se elas são em tecido 100% sintético, assim poderá lavá-las em casa". É por uma boa causa!

    Copyright foto: Elodie Rothan

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto