13 Dicas para aumentar o ambiente

Cibele Maciet
  • Nem sempre é fácil decorar espaços pequenos sem orientação profissional. Mas é possível seguir algumas dicas certeiras para aumentar o ambiente

    Casas pequenas requerem truques para ampliar o espaço. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


    Existem algumas soluções simples que podem mudar a dinâmica de um cômodo: móveis planejados e retráteis, armários integrais, espelhos grandes e iluminação indireta, tudo isso sem prejudicar a circulação no ambiente.

    Outro exemplo é a tendência de integração de ambientes na casa, como num loft. “Integrar ou não ambientes, tem muito a ver com a personalidade do morador, muitos não gostam, pois acham que a privacidade é perdida, por outro lado, a sensação de estar em um ambiente maior é inevitável”, explica a designer de interiores Tássia Pereira. 

    Ficou curioso? Confira nossa galeria com 13 dicas preciosas.

  • Iluminação

    A sala pequena foi clareada com iluminação indireta. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


    A iluminação do ambiente deve ser pensada para que o cômodo pareça mais amplo. Para isso, o uso de iluminação indireta, como arandelas e painéis iluminados nas paredes é ideal para aumentar o ambiente.

    Sancas (molduras feitas de gesso) no teto com iluminação indireta, spots embutidos e lustres pequenos também ajudam a ampliar o espaço por não ficarem muito visíveis.

  • Mobiliário

    O interior da escada cama foi transformado em prateleira para livros e objetos. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


    Móveis mais baixos fazem com que o campo visual fique o mais limpo possível. Mobiliários multiuso também ajudam no aproveitamento do espaço, como por exemplo cama box baú, mesas retrateis, sofás cama, bufês com portas e gavetas, gabinetes e nichos para guardar pufes, etc. 

    Planejar o mobiliário é uma ótima solução para manter o ambiente organizado e livre. 

  • Cores e texturas

    Espaços pequenos devem ser pintados ou revestidos em cores claras. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


    As tonalidades e materiais dos móveis e das paredes influenciam diretamente na amplitude do espaço. Paredes com texturas pesadas como grafiatos e mosaicos de pedra deixam o ambiente pesado e estreito. O ideal são as paredes com cores claras e neutras, assim como as cortinas.

    As cores mais fortes podem ficar para a almofada de uma poltrona, quadros ou objetos de decoração. 

    • Espelhos

      O espelho dá a sensação de profundidade a espaços pequenos. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


      Os espelhos são muito importantes na hora de aumentar o ambiente por causa  do reflexo que produzem. O ideal é pensar sempre em qual imagem ele irá refletir, dando preferência para que o reflexo caia em áreas mais amplas, como varandas, corredores.

      Ou, então, que ele reflita a luz de janelas ou paredes lisas e claras. Os espelhos devem ser grandes, de preferência do chão até o teto. 

    • Verticalidade

      A porta de correr é excelente para economizar espaço. © Elodie Rothan


      Os móveis planejados com portas de correr são outra excelente ideia para economizar espaço. Mesma coisa com as portas: elas priorizam a utilização vertical dos cômodos.

    • Pisos claros

      O piso claro é adaptado para cômodos pequenos. © Elodie Rothan


      O ideal na cozinha é optar por pisos claros, procurando colocá-los também nos outros ambientes, como sala e banheiro, criando uma uniformidade.

       

    • Pé direito alto

      O pé direito alto é essencial em casas pequenas. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


      O pé direito, se planejado desde a planta da casa, deve ser alto. Se não for o caso, é preferível não rebaixar o teto ainda mais com gesso, e sim utilizar molduras. Isso por que um pé direito alto dá amplitude ao ambiente.

    • Organização

      A ordem é importante para dar a sensação de amplitude em ambientes pequenos. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


      A ordem nos cômodos pequenos também ajuda a aumentar o ambiente. O excesso de objetos e móveis espalhados polui o espaço e atrapalha a circulação. A dica é pensar bem na disposição (e tamanho) dos móveis e investir em prateleiras para guardar os mais diversos objetos.

    • Dividir sem paredes

      Dividir espaços com paineis é uma dica para aumentar ambientes pequenos. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


      Uma boa ideia para um loft é fazer as divisões entre dois cômodos de forma sutil, como uma esse painel, que separa sala de jantar e de estar sem bloquear completamente o espaço. Além disso, não obstrui a luz natural e a ventilação.   
       

    • Armário suspenso no banheiro 

      O armário superior espelhado é uma boa pedida para banheiros pequenos. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


      Para o banheiro, por exemplo, além do gabinete, é interessante instalar um armário superior. Com isso, o espaço de organização aumenta. Melhor ainda é fazer um móvel espelhado, que amplia o ambiente.
       

    • Sem cheiros pela casa 

      A coifa deve ser potente em cozinhas pequenas. © Cécile Débise / A Revista da Mulher


      Para a cozinha, que sempre sofre com odores das refeições, o ideal é optar por uma coifa potente, ainda mais se não tiver janela no espaço.

      • Armário integral

        O armário pode percorrer toda a casa a fim de ocupar cada pedacinho. © Elodie Rothan


        Ousado mas funcional: fazer um armário que percorre toda a casa, estocando desde roupas a itens de cozinha.

      • Integração de ambientes

        A integração de ambientes aumenta o espaço comum da casa. © Elodie Rothan


        E, finalmente, a integração de ambientes, que acaba com qualquer sinal de divisão, e, consequentemente, com bloqueios. O espaço interligado ganha luminosidade e amplitude e deve ser pintado da mesma cor, de preferência. Na foto, a sala interligada com a cozinha criou um ambiente agradável.

      Leia também:

      Anúncio google

      Nenhum comentário disponível sobre este assunto