Invista na sua própria horta em casa

Raphaela Ribas

Em casa ou apartamento, opção de ter temperos frescos à mão é escolha saudável e prazerosa. E fácil de fazer!

Hortas em casa são muito fáceis de fazer, basta achar a luz e ventilação certas. ©  iStockphotos.com/nevarpp


Para quem mora em apartamento e gostaria de ter temperos frescos à mão, uma boa notícia: ter uma horta em casa é possível, fácil e fica lindo. Tomatinhos, hortelã, manjericão, cebolinha, alecrim e orégano são algumas das opções entre as que podem ser cultivadas em casa. Além da funcionalidade, a horta em casa ainda vira uma bacana decoração verde.

“Alecrim, manjericão, hortelã, pimenta, quase todos podem ser usados dentro de casa. Já frutas, como aquelas minifrutas, precisam de sol direto. Então o local dentro de casa para seu cultivo precisa de muito sol”, explica a designer de interiores Fabiana Visacro.

A pequena horta a ser montada pode ser vertical ou horizontal e suspensa ou fixa. O importante é que haja luz adequada e uma boa ventilação - lembrando que cada planta precisa de um tipo específico de iluminação (algumas morrem com os raios solares diretamente nelas).

Horta em casa: utilidade e decoração

O arquiteto Thoni Litsz lembra que, além de temperos serem úteis na culinária, podem ser usados também na decoração da sua cozinha."Basta cultivá-los em um local bem iluminado e sua horta de temperos estará pronta para dar o toque final aos seus pratos. Ter uma horta em casa é muito útil a quem gosta de cozinhar", afirma.

Thoni também ressalta que mesmo uma pequena horta  precisa de manutenção. "Regue as plantas com frequência, de acordo com a umidade do local onde você mora, evite colocá-las em locais com vento em excesso e certifique-se que as mudas tomam de 4 a 6 horas de sol por dia".
 

Nesse projeto, Thoni Litsz fez uma hortinha na janela da cozinha © Divulgação


Vertical, em sapateira ou chapecô

Uma das possibilidades é fazer um jardim vertical na parede da varanda. Se não houver espaço, uma versão mais simples é usar sapateiras de plástico, com vários nichos. Para isso, é só colocar terra nos espaços e fazer uns pequenos furos (bem pequenos) para a água escorrer.

Já outra opção de horta em casa, mais prática, é usar um cachepô, ou um pequeno canteiro e colocar os vasinhos dentro. Fica mais fácil para trocar o tempero depois e também para a saída da água, que vai acumular no suporte.

E tem, ainda, os vasos de ponta cabeça, que também são decorativos, e os potes de vidro em cima da bancada da cozinha. Na ordem de baixo para cima, tem-se um furo por onde passa a planta, o filtro e a terra.

O vaso de ponta cabeça funciona sem fazer sujeira porque há um filtro de papel que segura o excesso da água. Dessa forma, para colocar água, basta regar no topo em pequenas quantidades.

Outra opção para fazer a horta em casa é usar uma base e prendê-la na janela. Seja qual for a sua opção, é só botar a mão na massa, ou melhor, na terra e começar.

Se for um apartamento pequeno, a dica de Fabiana é fazer uma treliça de bambu suspensa e pregar os vasinhos de tempero. “Você também pode usar caixote de feira e colocar no cantinho da cozinha com vários vasinhos dentro e fica super bonito”, sugere.
 

De ponta cabeça, vasos divertidos e práticos para cozinhas pequenas © Westwing Home & Living/Reprodução da internet

Como fazer a própria horta em casa*

  • Compre vasinhos, regador, brita, areia, terra e a muda do que quer plantar;
  • Se você comprar a semente, primeiro cultive-a em um recipiente plástico até crescer aproximadamente na altura de um palmo e só então leve ao vaso;
  • No vaso, caso ele não tenha, faça alguns furos bem pequenos na sua base – é para a drenagem da água;
  • Utilize um caco de telha para fazer uma “casinha” sobre o furo para que a argila não o obstrua e interrompa a drenagem da água;
  • Coloque uma camada de pedras (brita) para cobrir o fundo do vaso e auxiliar a drenagem. Isso também evitará que a terra vaze pelos furos;
  • Deposite uma camada de areia grossa para construção para auxiliar no escoamento da água e evitar doenças nas raízes;
  • Coloque uma camada de composto orgânico misturado com húmus de minhoca e um pouco de areia para melhorar a fertilidade da terra. Para ervas e temperos, o solo deve ser mais arenoso;
  • Acomode a muda no vaso (mantendo a terra que envolve as raízes) e preencha quase até a borda do vaso com mais composto orgânico, de forma que deixe a muda bem firme;
  • Regue até a água escoar pelos furos do fundo do vaso. Se a terra assentar, adicione mais composto orgânico. Faça uma cobertura com folhas secas, casca de pinus ou pedriscos. Isso ajuda a manter a umidade e evita a compactação do solo;
  • Regue com frequência e sempre aproveite da sua horta em casa para fazer um bom prato. 

* Fonte: Fabiana Visacro e Thoni Litsz.

 

 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto