Top 10 dos alimentos ricos em fibra

Adriana Douglas
  • Grandes aliadas da dieta, as fibras dão sensação de saciedade e auxiliam o trânsito intestinal, favorecendo a diminuição dos açúcares e do mau colesterol no organismo. Confira quais são os alimentos ricos neste nutriente

    Para o bom funcionamento do organismo, é preciso consumir diariamente de 25 g a 30 g de fibras; veja os alimentos ricos no nutriente.


    Presentes em diversas categorias de alimentos, as fibras são nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Seu consumo é reconhecido como necessário pela legislação brasileira, que recomenda uma ingestão diária de 25 g a 30 g para adultos saudáveis.

    Logo, o primeiro papel das fibras é o de favorecer o trânsito intestinal, sendo fundamental para quem sofre de problemas de constipação. Elas participam também na manutenção da flora intestinal e ajudam a prevenir o câncer de cólon.

    As fibras também são ótimas aliadas para quem está de dieta, já que dão a sensação de saciedade e colaboram no controle do peso. Neste contexto, elas são capazes de captar células de gordura, diminuindo o colesterol ruim, e estabilizam as taxas de glicemia, o que torna a absorção do açúcar pelo organismo mais lenta – daí as fibras serem nutrientes essenciais para diabéticos.

    Para usufruir dos benefícios gerados pelas fibras, é indispensável beber bastante água. Caso contrário, elas não incham e podem ter efeitos inversos no corpo, como prender o intestino. Por isso, é importante balancear o consumo dos dois itens

    No dia a dia, existem muitas maneiras de incluir alimentos ricos em fibras nas refeições. Leguminosas, por exemplo, são excelentes fontes naturais de fibras, ao lado de frutas e legumes. Mas outros alimentos menos populares na dieta do brasileiro são ainda melhores para aumentar o consumo diário do nutriente, como o farelo de aveia e o farelo de trigo. A seguir, veja o top 10 dos alimentos ricos em fibra - elaborado a partir de informações de tabelas nutricionais e conselhos de nutrionistas.

    Copyright foto: iStock
  • 1 - Farelo de trigo

    1 - Farelo de trigo

    Farelo de trigo é a base de cereais do tipo All Bran e está no primeiro lugar dos alimentos ricos em fibras.


    Uma porção de 100 g de farelo de trigo contém em média 41,6 g de fibras. Estas fibras, comumente encontradas em cereais do tipo All Bran, são insolúveis em água. Portanto, elas têm o poder de inchar ao entrar em contato com a água e aumentam o volume do bolo alimentar – o que contribui para o bom funcionamento do trânsito intestinal

    Este tipo de fibra é ótimo em casos de constipação, mas deve ser evitado por quem tem intestino sensível ou problemas de inchaço abdominal.

    Copyright foto: iStock
  • 2 - Ameixa preta desidratada

    Ameixas e figos secos são boas opções de snacks entre as refeições e ainda são ricos em fibras.


    Entre as frutas secas que servem como bons snacks entre as refeições, as ameixas pretas são uma boa pedida no quesito fibras. Uma porção de 100 g contêm em torno de 16 g de fibras. Figos secos também são destaque, com 11 g de fibras na mesma proporção

    Copyright foto: iStock
  • 3 - Farelo de aveia

    3 - Farelo de aveia

    Farelo de aveia é um bom aliado de dietas, já que dificulta a absorção de açúcar e gordura pelo organismo.


    Ao contrário do farelo de trigo, o farelo de aveia é composto por fibras solúveis e, ao invés de inchar, ele favorece a reabsorção de água pelo organismo. No processo de disgestão, ele produz uma substância gelatinosa que estimula ainda mais o trânsito intestinal

    Essas fibras também são grandes aliadas para diminuir o colesterol e a absorção de açúcar e gordura, além de serem mais indicadas para quem tem intestino sensível. A porção de 100 g de farelo de aveia aporta em média 15,4 g de fibras.

    Copyright foto: iStock
  • 4 - Azeitonas pretas

    Azeitonas são ricas em fibras, mas seu consumo deve ser moderado por conta do alto teor de calorias.


    Azeitonas pretas são uma boa opção para incrementar saladas e aumentar o consumo diário de fibras. Além de favorecer a digestão, o alimento aporta 13 g de fibras a cada 100 g. Não muito atrás, a azeitona verde fornece 5 g de fibras na mesma quantidade. 

    Apesar dos benefícios à saúde, é importante não abusar em seu consumo, já que azeitonas são alimentos calóricos, com cerca de 162 calorias em 100 g.

    Copyright foto: iStock
  • 5 - Leguminosas

    Leguminosas, como ervilha e feijões, são excelentes fontes naturais de fibras.


    As leguminosas em geral são excelentes fontes de fibras. Ervilhas partidas são o destaque, por terem 11 g de fibras em uma porção de 100 g. Na mesma proporção, os feijões aportam em média 7 g de fibras, seguidos pelas ervilhas comuns (6 g). O grão-de-bico, fava e lentilha também se sobressaem na categoria.

    Copyright foto: iStock
  • 6 - Cereais

    Muesli e granola são ricos em fibras, mas estes produtos industrializados podem conter alto teor de açúcar e gordura.


    Misturas de cereais no café da manhã são uma boa maneira de aumentar o consumo de fibras. O muesli (8,6 g de fibras em 100 g) e a granola (10 g de fibras em 100 g) podem auxiliar a suprir a necessidade diária do nutriente, mas é preciso estar atento à composição desses alimentos, pois podem conter uma grande quantidade de açúcar e gordura

    Como alternativa a produtos industrializados, procure fazer um mix de cereais em casa, comprando aqueles de sua preferência. Dê prioridade à aveia em flocos (9,1 g de fibras em 100 g), que pode ser acrescentada a iogurtes, saladas e massas de pão e bolo.

    Copyright foto: iStock
  • 7 - Arroz integral

    Rico em fibras, o arroz integral auxilia no controle da glicemia e dos níveis de lipídios (gorduras) no sangue.


    Cada vez mais presente nas refeições do dia a dia, o arroz integral chama atenção pelos inúmeros benefícios à saúde, auxiliando no controle da glicemia e dos níveis de lipídios (gorduras) no sangue. O alimento é rico em nutrientes como proteínas, minerais e, claro, fibras (8 g em cada 100 g do alimento).

    Copyright foto: iStock

  • 8 - Frutas vermelhas

    Framboesa e groselha possuem em média de 7 g a 8 g de fibras.


    Além de pouco calóricas, as frutas vermelhas são ricas em fibras. Framboesas, groselhas e cassis possuem, em média, de 7 g a 8 g em cada porção de 100 g. Outras frutas, como ameixa, uva e kiwi, também são indicados como boas fontes de fibras. 

    Copyright foto: iStock
  • 9 - Pães e massas integrais

    Pães e massas à base de farinha de trigo integral possuem duas vezes mais fibras que suas versões feitas com farinha de trigo branca.


    Alimentos à base de farinha de trigo integral possuem duas vezes mais fibras que suas versões feitas à base de farinha de trigo branca. Muito mais saudáveis, os pães e massas integrais auxiliam no trânsito intestinal e são recomendados em dietas hipoglicêmicas, especialmente em casos de diabetes. 

    Em 100 g de pão integral é possível encontrar em média 6 g de fibras e a mesma quantidade de massa integral aporta 4 g de fibras.

    Copyright foto: iStock
  • 10 - Legumes verdes

    Alcachofra é destaque entre legumes e verduras ricos em fibras.


    Apesar da fama, os legumes verdes levaram apenas a última posição do top 10 de alimentos ricos em fibras. 
    No entanto, estes alimentos devem ser privilegiados na alimentação diária.

    Entre as opções, a alcachofra cozida é destaque, com 5 g de fibras em 100 g do alimento. Inclua ainda no cardápio espinafre (4 g em 100 g), vagem (3 g em 100 g) ou chicória (2,2 g em 100 g).

    Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto