Chá de hibisco emagrece

Fernanda Lima
De cor característica, essa florzinha pode ser a aliada que faltava na sua dieta. Além de queimar gordura corporal, ela diminui a retenção de líquidos

Para as mulheres que sofrem de inchaço, inclusive aquele que acompanha o período menstrual, o hibisco também pode surgir como  um remédio natural.


Originária da Ásia, especialmente da Índia e da África, a flor de hibisco possui inúmeros benefícios. Segundo a Dra Talitta Maciel, do Espaço Reeducação Alimentar, o hibisco ajuda a queimar gordura corporal, melhora a digestão, regulariza o intestino e auxilia na retenção de líquidos, na perda de peso e na redução de colesterol e pressão arterial. Mas para alcançar tantas vantagens é preciso aliar o consumo de hibisco a uma reeducação alimentar e exercícios. 

Mas como uma florzinha dessa pode ajudar a emagrecer? Segundo a nutricionista, por possuir antioxidantes e anti-inflamatórios, o hibisco elimina radicais livres (responsáveis pela ocorrência de diversas enfermidades e processos degenerativos do organismo humano) e ajuda as células a funcionarem melhor. Além disso, componentes como antocianinas e flavonoides, presentes na flor, ajudam o corpo a eliminar toxinas, o que faz com que o corpo queime gorduras mais facilmente.

Cheio de vitaminas, o hibisco também pode ser considerado um alimento termogênico, pois acelera o metabolismo, como explica a Dra. Juliana Rossi Di Croce, nutricionista funcional da Clínica Equilíbrio Nutricional.

Para as mulheres que sofrem de inchaço, inclusive aquele que acompanha o período menstrual, Maciel explica que o hibisco também pode ser um remédio natural. “Ele tem efeito diurético e possui quercetina, uma substância que ajuda na redução de retenção de líquidos, inclusive do período menstrual”, explica.

Como preparar?

A flor de hibisco é usada comumente na preparação de chás, mas também pode ser usada em sucos, arroz ou caldos. Além disso, o chá de hibisco pode ser incorporado em sucos detox, smothies, geleia, suchás e mousses.

Para preparar o chá, basta ferver a água, adicionar 1 colher de sopa da flor para uma xícara, abafar por 10 minutos e coar. Ele pode ser tomado quente ou frio e deve ser conservado sempre em recipiente com tampa. Depois de pronto, deve ser consumido em até 24 horas. 

Para colher o resultado de tantos benefícios, porém, as especialistas indicam o consumo de 2 a 3 xícaras por dia, de preferência nos lanches intermediários ou 30 minutos antes do almoço ou jantar. 

Embora tenha tantos benefícios, o hibisco não é indicado para gestantes e lactantes, pois, de acordo com Talitta Maciel, alguns estudos já apontaram que a bebida possui ação mutagênica (que provoca mutações).

Para quem ficou morrendo de vontade de testar os efeitos do hibisco, as nutricionistas dão uma última dica:  adoçar o chá faz com que ele perca seus benefícios, portanto, para quem não consegue tomá-lo sem açúcar, vale lançar mão da florzinha em cápsulas. Mas Juliana Rossi alerta:  os benefício “tanto [das] cápsulas quanto [do] pó dependem da concentração e da origem. É importante ficar atenta a essas concentrações, associações e origem”, finaliza a nutricionista.

Copyright da foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto