Iogurte desnatado ou integral: qual é o melhor?

Fernanda Lima

Entenda a diferença entre iogurte desnatado e integral e saiba qual incluir na dieta

Saiba a diferença entre iogurte desnatado e integral.


O iogurte é um dos alimentos coringas da maioria das dietas. Derivado do leite, é encontrado no supermercado em diversos sabores ou na versão "natural". Uma dúvida recorrente, no entanto, diz respeito ao iogurte desnatado e integral. Afinal, qual a diferença entre eles?

De acordo com o Dr. Anis Mitri, nutrólogo e CEO do CECAM, rede de clínicas de saúde, a principal diferença é que o  iogurte desnatado possui menos ou quase nenhuma gordura na sua composição em relação ao iogurte integral. Entretanto, apesar da presença de gordura, o iogurte integral não deve ser excluído do cardápio.

"Muito se criticou a gordura de origem animal, durante vários anos, como no caso do ovo, camarão e manteiga. Hoje, a ciência sabe cada vez com mais clareza que o grande vilão é o carboidrato refinado (açúcares industrializados) e a gordura industrializada (gordura hidrogenada usada em diversos alimentos processados). Em pessoas saudáveis ou sem problemas na digestão de gorduras, como pacientes com colesterol alto ou problemas intestinais, recomendo o iogurte natural integral”, sugere o especialista. 

Desnatado ou integral: qual traz mais benefícios para a saúde?

É importante ressaltar que tanto o iogurte desnatado quando o integral são cheios de benefícios. “Eles possuem elementos que aumentam a imunidade, trazem saciedade e acrescentam proteínas à nossa dieta”, explica Anis. Consumir iogurte pode até ajudar a emagrecer! Justamente por ser rico em proteínas, aumentando a sensação de saciedade, o indivíduo ingere menos alimentos.

Porém, vale destacar que o iogurte desnatado tem algumas vantagens em relação a versão integral. Ele possui:

  • menos gordura e calorias (em média 76 kcal, quase a metade do que oferece o integral);
  • mais cálcio (cerca de 300 miligramas no potinho de 170 gramas);
  • e mais proteína.

Dica na hora de comprar e consumir

Regra geral: quanto menos adição de açúcares e menos colorido o iogurte, melhor. Isso porque os coloridos geralmente têm corantes que podem causar alergias e aromas que podem conter açúcares.

Na hora de consumir, também não é preciso se restringir apenas ao próprio iogurte. A dica do especialista é incorporá-lo à frutas e até no tempero de saladas. O iogurte também pode ser utilizado no preparo de peixes, saladas e pastas, como a coalhada seca.

Quem opta pelo alimento como fonte de energia antes do treino, está fazendo errado, explica o nutrólogo. Segundo ele, por ser rico em proteínas e gorduras, o ideal é que o iogurte seja ingerido no pós-treino. "Para a confecção de músculos, o que ocorre após o treino, nosso corpo precisa de cargas elevadas destes nutrientes,”, explica.

Faça em casa

Quer investir no iogurte, seja o desnatado ou natural, mas prefere prepará-lo em casa? Confira a receita!

Iogurte natural caseiro

Ingredientes

  • 1 litro de leite 
  • 1 iogurte natural sem açúcar

Modo de preparo

  1. Coloque o leite em uma panela e cozinhe em fogo baixo para reduzi-lo em 30% (contar 40 minutos).
  2. Desligue o fogo e tampe a panela com um pano, deixando o leite amornar a 50ºC (contar 1 hora).
  3. Ainda com o leite morno, coloque metade do iogurte no leite e misture bem (com um iogurte integral, seus iogurtes ficarão ainda mais firmes).
  4. Encha pequenos potes de vidro (esterilizados em água fervente) com seu preparo filtrado em uma peneira.
  5. Feche os potes com tampas (ou plástico filme com elástico) e coloque-os em um recipiente de bordas altas, cheio de água (é preciso que ela cubra ao menos 3/4 da altura dos potes).
  6. Leve ao forno a 50ºC por 20 minutos. 
  7. Desligue o forno e deixe os iogurtes dentro dele por mais 4 horas no mínimo (e no máximo 6). 
  8. Por fim, coloque os iogurtes no refrigerador e consuma em até 15 dias.

Copyright foto: iStock 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto