Farinha de banana verde emagrece e regula o intestino

Fernanda Lima

Estudo mostrou que o alimento, que possui sabor neutro, também pode prevenir o surgimento da diebetes tipo 2

Conheça os benefícios da farinha de banana verde para a saúde. © iStock

 

A banana já se mostrou um verdadeiro coringa para quem busca uma alimentação saudável. De sabor adocicado, pode servir para adoçar receitas. Sua biomassa, feita com a fruta ainda verde, também pode engrossar caldos ou smooths. Sua versatilidade ainda abrange outro ingrediente importante: a farinha de banana verde.

Segundo Fabiana A. Hoffmann Sardá, Dra. em Ciências dos Alimentos, a farinha de banana verde é rica em fibra alimentar, particularmente de amido resistente, e contribui para o bom funcionamento intestinal e controle da glicemia.

Um estudo conduzido por Fabiana sobre a farinha de banana verde mostrou que, testada em pessoas saudáveis e sem sobrepeso, este alimento contribuiu para a saciedade, ou seja, reduziu-se a quantidade de alimento ingerido na próxima refeição. "Entretanto, não se pode afirmar que proporciona redução de peso e sim que é um produto que pode auxiliar em menor ingestão energética”, explica a especialista.

O estudo mostrou ainda que, além de aumentar a sensação de saciedade e reduzir a fome, a farinha de banana verde pode reduzir indicadores de resistência à insulina. “Notamos que, no grupo que recebeu a farinha, houve aumento da sensibilidade à insulina. Isso é um sinal positivo, já que estudos sobre a diabetes tipo 2 apontam a diminuição da sensibilidade à insulina como um dos primeiros passos para o desenvolvimento da doença”, afirma Fabiana.

Farinha de banana verde na cozinha

A farinha de banana verde tem sabor neutro e pode ser adicionada sobre os alimentos, assim como a granola. Também pode ser utilizado no preparo de shakes. "Não há uma recomendação diária estabelecida. Mas testamos cerca de 8 g por dia e foram verificados os efeitos benéficos, sem efeitos adversos”, explica a especialista. Lembrando que o consumo em excesso de alimentos com muita fibra alimentar pode ocasionar flatulência e até diarreia

Fabiana conta que a farinha é feita somente com a polpa da banana verde, dispensando-se a casca. O processo de secagem da fruta para obter uma farinha com alto conteúdo de amido resistente (cerca de 50%), no entanto, necessita de um aquecimento baixo e ser controlado em equipamentos próprios, por isso, é difícil produzir a farinha em casa.

Sendo assim, o ideal é comprar o produto pronto, mas é preciso ter cuidado. Fabiana avaliou 12 marcas presentes no mercado e concluiu que somente duas conservavam teores de amido resistente considerados adequados (50% a 60%), sendo que outras oito conservavam apenas 20%. “Só duas podiam ser chamadas de farinha de banana, porque as outras continham altíssimos teores de amido de milho. Portanto, fique atento à textura do produto quando abrir o pacote. Se ele tiver textura próxima à da maisena, desconfie”, alerta.

Leia também:

Anúncio google

4 comentários

Ola! Meu nome e Maria José, achei a matéria muito boa. Mas, vcs deixaram no ar uma dúvida muito ruim. Já que a pesquisa mostra que apenas duas marcas segue a risca a concentração de 50 a 60% . Acredito que vcs deveriam deixar aqui para os leitores, o nome dessas marcas. Já pensou, abrirmos cada pacote que compramos para verificar a concentração da mesma?

Concordo com o Heitor, se vocês puderem passa as marcas agradecemos. Para não ter problemas, vocês poderiam questionar todas as marcas e fazer a publicação.

Com certeza nome da marca !!!  Vamos  colaborar com os que não enganam ,  justo  nao é !!!

Legal! Caso seja do interesse, escrevi uma matéria sobre as possíveis causas de uma tontura: https://www.drentrega.com.br/bem-estar/descubra-as-causas-da-sua-tontura