7 tipos de castanhas que trazem benefícios para a saúde

Ana Paula Cardoso

Nozes, avelãs, castanhas e amendoim são considerados alimentos funcionais e devem fazer parte de uma dieta saudável

Castanhas são alimentos funcionais, mas é preciso ficar de olho nas calorias. © iStock


As castanhas estão cada vez mais em voga como alimentos imprescindíveis para o cardápio de quem deseja manter a saúde em dia.  Então, já está mais do que na hora de conhecer as propriedades e os nutrientes destas poderosas fontes de energia.

Para começar, as castanhas têm sido consideradas como alimento funcional. Ou seja, tratam-se de um tipo de comida cuja função não é somente nutrir o organismo, mas promover e potencializar as funcionalidades orgânicas.

“Estudos comprovam a ação das castanhas  na prevenção de várias doenças, inclusive o Alzheimer”, informa  a nutricionista Marcia Del Grand.

Castanha do Pará: a estrela entre as castanhas

Rica em gorduras, proteínas, carboidratos e minerais, principalmente o selênio, a castanha do Pará destaca-se entre as castanhas, em função de seu alto valor funcional. 

“Apenas uma unidade de castanha do Pará ao dia, já tem a concentração de selênio que o organismo adulto necessita para manter a saúde”, confirma  Marcia.

A presença de selênio na alimentação é essencial para a formação de enzimas que são poderosas em neutralizar os radicais livres, moléculas que, em excesso, causam diversos tipos de doenças, inclusive a morte de neurônios e envelhecimento precoce.

As castanhas e as calorias

Apesar de ser importante para a saúde, as castanhas são altamente energéticas e calóricas. “Abusar das quantidades, acarreta problemas de saúde, como mau hálito, unhas fracas e quebradiças, alterações na pele e queda de cabelo”, alerta a nutricionista. 

Para se ter uma ideia, 100g de castanha do Pará têm cerca de 665 calorias. Uma unidade, que é a quantidade ideal diária, tem 27 calorias.

Portanto, as recomendações diárias devem ser estabelecidas por profissional, principalmente para quem segue dieta de emagrecimento.

7 castanhas e seus benefícios

Veja a seguir as principais castanhas e os benefícios à saúde relacionados a elas, de acordo com a nutricionista Marcia Del Grand.

  • Castanha de caju. É a campeã em gorduras monoinsaturadas. Tem mais fósforo, nutriente importante para diminuir o risco de osteoporose. Também é rica em potássio, que auxilia nos tratamentos da hipertensão. Consumo ideal diário:  10 unidades, sem sal.
  • Castanha do Pará. Tem nutrientes importantes para prevenir a cegueira, infecções respiratórias, cansaço e anemia. Também atua no fortalecimento da musculatura e da articulação. Consumo ideal diário:  4 unidades.
  • Amêndoa. O fruto da amendoeira ajuda a controlar os picos de glicose e contribui para o emagrecimento. As fibras, as gorduras monoinsaturadas e a vitamina E têm ação antioxidante. Consumo ideal diário: 10 unidades. 
  • Pistache. Depois da amêndoa, é a oleaginosa com mais gordura saturada. Tem cálcio e vitamina B6, nutrientes excelentes para os ossos e para a formação da serotonina, dando sensação de bem estar. Consumo ideal diário: 10 unidades.
  • Avelãs. São antioxidantes e anti-inflamatórias. Têm ácido fólico, substância capaz de neutralizar problemas cardíacos. Consumo ideal diário:  10 unidades.
  • Amendoins. Aliado da boa forma pela presença de fibras e gorduras boas, reduz a possibilidade de doenças cardíacas. Convém evitar as versões salgadas e altamente calóricas, cheias de sódio. Consumo ideal diário:  10 unidades.
  • Nozes. Com alto teor de magnésio, combate a fadiga e ajuda a proteger os ossos. Consumo ideal diário: 4 unidades.
     

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto