Chá de boldo: conheça os benefícios da bebida

Daniel Navas

O chá de boldo é bastante usado para auxiliar na digestão, mas também pode ser um aliado e tanto para o fígado 

O recomendado é tomar, no máximo, 4 xícaras do chá de boldo por dia. © iStockphoto.com/Shaiith


Cada vez mais a medicina alternativa tem se mostrado eficiente. Afinal de contas, diversos estudos provam a eficácia da terapia com ervas e plantas. Com o boldo não é diferente. A planta possui propriedades medicinais muito utilizadas para tratar desordens do sistema gastrointestinal. 

Bastante consumida em chá, a planta existe em duas espécies: boldo-do-Chile e boldo-do-Brasil. “O primeiro é originário do Chile e possui folhas muito aromáticas. Suas propriedades foram estudadas pela primeira vez na Europa no ano de 1869 pelo médico francês Dujardin Baumez”, explica Maria Adélia Ribeiro, naturóloga, de São Paulo.

A chá de boldo-do-Chile apresenta propriedades diuréticas e melhora da digestão. Auxilia também na desintoxicação do fígado e, como como consequência, melhora o trabalho do órgão dentro do corpo.

Já o boldo-do-Brasil, conhecido como boldo-da-terra, boldo gaúcho e falso boldo, também ajuda na digestão, combatendo asia, mal-estar gástrico, entre outros problemas estomacais. Além disso, a erva apresenta em sua composição a substância forskolina, que é um medicamento muito potente empregado no tratamento de várias males, como asma, gripe, depressão e outros.

A planta e suas benfeitorias

São diversos os benefícios do chá de boldo, independente da espécie. Felipe Cruz, nutricionista e educador físico da L&L Espaço Vida ao Corpo, em São Paulo, listou as principais melhorias que a bebida pode trazer ao organismo. Confira:

Auxilia na digestão: A boldina alcaloide, substância encontrada no boldo, é popular por apresentar propriedades que estimulam o fluxo da bile pelo fígado, fluído esse que possui função essencial em digerir e absorver gorduras.

Contra a ressaca: Por estimular a produção da bile, a bebida auxilia a desintoxicar as células do fígado que se encontram sobrecarregadas pelo excesso do consumo alcoólico. Por essa razão, tomar chá de boldo pode ajudar a se recuperar de uma ressaca

Diminui gases: Os gazes surgem quando há fermentação dos resíduos de alimentos no intestino. O chá de boldo minimiza a flatulência, pois reduz a quantidade de restos alimentares no organismo. 

Reduz a prisão de ventre: A bebida é utilizada como laxante suave, o que contribui para melhorar a prisão de ventre. No entanto, deve ser ingerida moderadamente, já que em grandes quantidades e por longos períodos, pode gerar irritação gástrica.

Aumenta a imunidade: O chá de boldo tem ação antimicrobiana, que auxilia o sistema imunológico a combater os agentes infecciosos no organismo.

E tem mais: “O chá de boldo-do-Brasil, por exemplo, também pode ser usado no combate à pressão alta, dor de cabeça, glaucoma, insuficiência cardíaca e asma brônquica”, comenta Maria Adélia.

Uso e contraindicações

O uso prolongado do chá de boldo-do-Chile não é recomendado. Isso porque, em altas dosagens, pode causar irritação na mucosa gastrointestinal e obstrução das vias biliares.

“A bebida também é contraindicada na gravidez, porque pode ser abortiva”, aponta Cruz. Já o boldo-do-Brasil, de acordo com a naturóloga, pode ser consumido sem problemas na quantidade recomendada.

O ideal é não ultrapassar mais do que 4 xícaras por dia, independente do tipo de boldo. Isso porque o excesso da bebida pode levar a episódios de vômitos, diarreia e problemas no sistema nervoso.

Plante em casa

Para quem tem vontade de cultivar a erva e fazer um chá de boldo totalmente orgânico, uma boa notícia: a planta tem fácil cultivo. Ela pega facilmente em vasos, jardins e cresce rapidamente sob a luz solar. 

“As folhas devem ser sempre colhidas entre 8h e 10h da manhã e não devem estar molhadas. A planta pode ser secada à sombra, num forno brando ou ao sol, nas primeiras horas da manhã, para não haver perdas de substâncias. Após secar, guardar em caixa de papelão ou vidros, melhor evitar o plástico”, ensina Maria Adélia.

E o chá, como faz?

Para preparar a bebida, a nutricionista Bianca Naves, da Clínica Nutrioffice, em São Paulo, dá a dica: 4 a 10 folhas de boldo para 1 a 2 copos de água. “Ferver tudo junto por 5 minutos, coar e tomar quando sentir as dores”, finaliza.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto