Conheça todos os benefícios do gergelim

Daniel Navas

O gergelim é rico em vitaminas, minerais e óleos naturais, que podem ajudar no emagrecimento e até prevenir câncer

O gergelim possui várias cores: o branco, o preto e o marrom e têm grande valor nutricional. © iStockphoto.com/Dokmaihaeng


Ainda pouco consumido no Brasil, o gergelim é um alimento extremamente saboroso e benéfico ao corpo humano. Tanto que, independente de qual cor que ele tenha (preto, branco ou marrom), o valor nutricional é praticamente o mesmo, podendo ser consumido ao gosto de cada um. 

A semente se destaca por ser rica em gorduras saudáveis (monoinsaturadas) e possuir grande concentração de fibras. Além disso, o gergelim apresenta grande quantidade de cálcio, fósforo, ferro e vitaminas do complexo B. 

  • Entre as propriedades do gergelim, destacam-se:
  • promove saciedade ao organismo, devido a presença de fibras em sua composição;
  • desenvolve forte poder antioxidante nas células;
  • umedece e lubrifica o intestino, por conta da presença do ácido linol, encontrado na casca do alimento.

"Esse ácido (linol) aumenta o peristaltismo intestinal, o trânsito do bolo alimentar e ativa a circulação sanguínea na parede do intestino”, afirma Bianca Naves, nutricionista da NutriOffice, em São Paulo. 

Ap gergelim, a saúde agradece

Além disso, o gergelim também contribui para a prevenção e tratamento da prisão de ventre e hemorroidas. Sem esquecer que essa junção de vitaminas, fibras e minerais contribui no fortalecimento dos tendões e ossos, tonificação do fígado e dos rins e melhora da elasticidade da pele.

Ainda por conta da sua grande concentração de antioxidantes, o gergelim previne o câncer e desacelera o processo de envelhecimento da pele. “As sementes são ricas em vitamina B, que mantém cabelo, pele e olhos saudáveis e bonitos”, aponta Priscila Amadio, nutricionista da Clínica Chiquetá, em São Caetano do Sul. 

Os benefícios são tantos que, de acordo com a nutricionista, uma porção de gergelim tem mais cálcio que um copo inteiro de leite. “Esses minerais são fundamentais para o corpo regenerar o tecido dos ossos e evitar osteoporose”, esclarece Priscila.

Quantidade ideal e formas de consumo

Alguns estudos indicam que de 1 a 2 colheres de sopa (15 a 30 gramas) do gergelim são suficientes para conseguir tais benefícios. Ultrapassar essa quantidade pode levar à flatulência, causar desconforto abdominal, cólicas, diarreias e interferir no controle do peso.

E sobre as formas de consumo, o gergelim preto, por exemplo, pode ser usado em saladas, sopas, batido com sucos e iogurtes, misturado com frutas ou arroz, ou ainda no preparo de pães e biscoitos.

“Para aproveitar melhor os seus benefícios, recomenda-se ingerir o gergelim preto cru e com casca”, ensina Daniela Lasman, nutricionista da academia Bodytech, em São Paulo.

Já o gergelim branco pode ser usado em suas diferentes formas:

  • sementes ao natural: no preparo de pães, biscoitos, bolos, doces, tortas;
  • sementes torradas: em saladas verdes (como as folhosas, brócolis e couve-flor), de frutas ou de batata, queijo fresco, ensopado de peixe ou frango e sopas;
  • pastas: em pratos árabes, turcos e judeus, como o tahine e o halawi.

O óleo de gergelim, que apresenta sabor doce e característica refrescante, pode ser misturado com azeite de oliva extra para molho de saladas ou colocar nas sopas antes de consumir. Ainda de acordo com Daniela, também é possível fazer o leite de gergelim.

Basta um copo de sementes de gergelim de molho por oito horas. “Após esse tempo, bata com quatro copos de água. O resíduo do gergelim batido pode virar um delicioso 'queigelim'. Acrescente azeite, sal, orégano e misture bem até atingir a consistência de corte”, aponta a nutricionista.

Contraindicação do gergelim

Mesmo com tantas benfeitorias, o alimento não é recomendado para pacientes com colite (inflamação do intestino grosso) ou diverticulite (infecção do chamado divertículos, pequenas bolsas localizadas fora da parede do intestino).

“Isso porque o gergelim é rico em fibras (que aumentam o bolo alimentar e os movimentos intestinais), então, o consumo deve ser evitado para pacientes com obstruções mecânicas do intestino”, indica Daniela. Mas se não for esse o caso, o consumo do gergelim só trará enormes benefícios à saúde. Pode consumir sem medo.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto