Chá de arruda tem muitos benefícios, mas só deve ser usado com fim terapêutico

Daniel Navas

Conheça todas as benfeitorias do chá de arruda, que vão desde o poder antioxidante à função anti-inflamatória

O indicado é consumir, no máximo, duas xícaras do chá de arruda por dia, que só deve ser usada com finalidade terapêutica. © iStockphoto.com/HASLOO

 

De nome científico ruta graveolens, a arruda é conhecida popularmente por espantar o mau-olhado. Mas é o lado terapêutico do chá de arruda que pode trazer diversos benefícios à saúde. De acordo com Haline Dalsgaard, nutricionista, do Rio de Janeiro, as benfeitorias desta planta medicinal são variadas.

Mas as mais importantes são : 

  • Anti-helmíntica: segundo estudos farmacológicos, esta planta ajuda na eliminação de vermes intestinais.
  • Ação vasoprotetora (melhora a circulação): por ser rico no flavonóide rutina, o chá de arruda atua sobre a resistência e permeabilidade dos vasos sanguíneos. Essa ação confere à planta o efeito de aumento da menstruação, auxiliando no tratamento de cistos e efeito abortivo.
  • Antiespasmódico: previne a ocorrência de espasmos no estômago e intestino,devido a rutamina, graveolina e furoquinolina, presentes no seu óleo essencial.
  • Ação anti-histamínica (antialérgica) e anti-inflamatória: devido a presença da arborina e das fucocumarinas (compostos que apresentam forte ação antioxidante, que ajudam na redução dos radicais livres no organismo).

Contraindicações do chá de arruda

O chá de arruda não deve ser consumido por quem faz uso de anticoagulantes, já que pode causar hemorragias. “A bebida também é proibida para gestantes, por conta do seu alto risco abortivo”, esclarece Andréia Carrara, nutricionista, de São Paulo.

A planta, tanto em estado fresco como também seu óleo essencial, pode gerar fotodermatites de contato e originar eritemas, vesículas e hiperpigmentação na pele, quando submetida aos raios UVA. 

Modo de preparo

Para preparar o chá de arruda da melhor maneira possível, é bom saber que as partes utilizadas são as suas folhas e flores. O indicado é preparar o chá épor infusão, utilizada na proporção de 2 a 5g da planta por litro de água para planta fresca ou 2 a 3g por litro de água para folhas secas.

Para o preparo do chá de arruda: colocar 1 litro de água em uma panela e, quando ferver, apagar o fogo. Acrescentar as folhas de arruda. Deixe descansar por 30 minutos, coe e beba em seguida. O ideal é ingerir no máximo duas xícaras do chá de arruda por dia.

“Os casos de intoxicação pelo consumo excessivo podem gerar sintomas leves de cólicas gastrointestinais, diarreia, confusão mental, choque, convulsões e em casos muito graves, pode levar à morte”, alerta Haline. Por isso, é importante consumir o chá de arruda somente sobre prescrição médica e por curto período de tempo. 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto