Animal print: 5 dicas infalíveis para não errar no look

Jessica Krieger

A padronagem que sempre aparece nas passarelas é coringa no armário feminino 

A oncinha é uma das estampas mais populares em animal print. © iMAXtree


Ano após ano, o animal print segue firme como artigo essencial no guarda-roupa. Assim como as estampas de poás, essa padronagem já se transformou em clássico no vestuário feminino e, a cada temporada, ressurge com novas interpretações em cores e texturas.

Aquele visual extravagante (e quase brega!) relacionado a estampa de bichos ficou para trás. Agora, o animal print tem um quê moderno, de selva urbana, especialmente quando vem acompanhado com outras peças de couro, jeans e acessórios mais pesados.  

Zebra, oncinha ou leopardo, cobra e até dálmatas: a estampa continua sendo o destaque da produção, combinando com os mais diversos estilos. Coringa, o animal print garante um estilo extra no inverno, com coletes, bombers e peças com texturas e também no verão, com regatinhas, camisas leves de seda ou saias de viscose.   

Para não errar ao vestir uma peça ou total look com estampas de bicho, 
a consultora de moda e estilo Lais Urizi revela cinco dicas infalíveis. Confira! 
 

Inspiração nas ruas de produções com animal print. © iMAXtree e Reprodução/Pinterest

1. Total look

É preciso ter cuidado para não exagerar no animal print em uma produção completa. Calça, blusa, sapato, cinto...tudo na mesma estampa. “Apesar de ‘simples’  de combinar é uma estampa que pesa visualmente quando rola um excesso”, afirma. A dica, neste caso, é apostar em um vestido ou conjunto e combinar com acessórios mais discretos.

2. Peças lisas

O animal print vai bem com cores fortes e também neutras. Depende apenas do estilo de quem usa. Para não errar, o truque é dar preferência às peças lisas. Ou seja, se usar uma blusa em estampa de bicho, a saia, calça ou jaqueta deve ser lisa. E vice-versa. 

3. Sexy na medida certa

Não há como negar que a estampa transmite sensualidade. Então, se a ideia não é ficar atraente e sedutora, pense bem ao escolher uma peça com esses desenhos.  “Neste caso, evite calça muito justa ou blusa com decotão, por exemplo, pois esse lado sexy será acentuado”, garante a consultora de imagem. 
 

Looks em animal print: ao centro, o exagero de uma produção completa na mesma estampa. © iMAXtree

4. Mix de estampas

Na hora de combinar a estampa de bicho com outra estampa de bicho ou ainda diferentes padronagens, veja se existe harmonia entre as texturas. “O mix de padronagem pode não ficar tão bem (onça + zebra) e transmitir uma imagem muito errada”, adverte Lais.

No caso de misturar estampas – animal print com listras ou florais – a recomendação é observar se elas têm alguma cor em comum. Isso evita discrepâncias e até mesmo produções fora do tom.

5. Acessórios em animal print

Se a ideia é usar o animal print apenas como complemento nos looks, existem uma infinidade de acessórios que trazem estes desenhos. A dica aqui é não abusar, usando sapato, bolsa e cinto com a mesma padronagem.  

“Acho que uma sapatilha de bico fino e estampa de onça é a opção mais versátil no armário feminino. Para bolsas é preciso prestar atenção no tamanho, pensar um pouco mais no look completo”, finaliza.  

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto