Otoplastia traz a autoestima ao corrigir as chamadas 'orelhas de abano'

Etiene Resende
Mais do uma correção estética, o procedimento contribui para a melhoria da autoestima e bem-estar da pessoa
A otoplastia é um procedimento simples que pode corrigir as orelhas de abano.
Algumas características físicas, quando se ressaltam de alguma forma, podem chamar mais a atenção das pessoas do que a aparência de forma geral. Muitas vezes são exatamente estes detalhes que acabam trazendo sofrimento, pois podem gerar bullying, principalmente na infância e adolescência. Este é o caso da chamada orelha de abano.
 
O cirurgião plástico André Colaneri, que é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explica que a causa da formação deste problema é geralmente é genética. “Há famílias que têm várias pessoas com orelhas em abano, mas nem sempre isso acontece”.
 
O especialista lembra que esta característica não cria nenhum problema físico para a pessoa, mas acaba gerando situações desconfortáveis e traz sofrimento para quem possui. “O maior problema é mesmo psicológico, devido ao bullying que isso pode causar”, destaca. 
 

Otoplastia para corrigir as orelhas de abano

A maneira mais indicada para a correção deste incômodo é a chamada otoplastia, cirurgia plástica das orelhas que corrige também outros problemas, além das orelhas de abano. 
 
“Apesar de ser mais indicada para a correção das orelhas em abano, a Otoplastia pode ser realizada para reduzir os lóbulos das orelhas, corrigir fissuras dos lóbulos, modificar o formato das orelhas”, explica André Colaneri. 
 
O cirurgião destaca que para cada caso é preciso aplicar uma técnica diferente e que tudo isso deverá ser avaliado pelo especialista. “Cada técnica é feita de um modo. Corrigir os lóbulos é totalmente diferente de corrigir o abano das orelhas”, ressalta.
 
Segundo o especialista, a cirurgia é simples e na maioria dos casos é realizada apenas com anestesia local, podendo ser associada com sedação, geralmente com o paciente recebendo alta no mesmo dia. “O pós-operatório depende da cirurgia que foi feita, mas geralmente é tranquilo, podendo o retorno ao trabalho de escritório ser em apenas dois dias”, afirma.
 
André Colaneri lembra ainda que o procedimento cirúrgico é feito sempre no sentido de dar mais naturalidade à aparência das orelhas do paciente. “A intensão da otoplastia é sempre ter um resultado natural, sem aspecto de cirurgia, mas corrigindo o problema”, conclui. 
 
Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto