Adaptação na creche: veja as dicas de como evitar o sofrimento dos filhos

Ana Paula Cardoso
Especialistas explicam quais são os passos determinantes a serem seguidos pelos pais para uma melhor adaptação das crianças na creche

Período de adaptação na creche depende da integração entre os pais e a escola.


O período de adaptação na creche é tão delicado, tanto para os pais como para os filhos, que muitas mães param de trabalhar após o término da licença maternidade. Apesar destas instituições serem consideradas um benefício - inclusive a creche é reconhecida pelo Estatuto da Criança e Adolescente como um direito -, o primeiro contato da criança com o novo ambiente nem sempre é tranquilo, mas pode ser menos traumático quando os pais seguem algumas premissas.

De acordo coma  pediatra Cristina Makarenko, as crianças entram em contato com um universo diferente ao que estavam acostumadas, por isso reagem estranhando, chorando. Algumas crianças podem recusar a comida, apresentar sono excessivo ou até agressividade.

“Na creche, os rostos que servem de parâmetro às crianças não estão mais lá e eles precisam se adaptar aos seus novos cuidadores (diferentes dos pais e familiares). Nessa fase a adaptação na creche deve ser feita de forma lenta e gradual, com a ausência dos pais aos poucos ficando maior”, recomenda a pediatra.

Problemas de adaptação na creche

Os principais problemas na adaptação de crianças em creches e berçários se dá por diversos fatores. Desde a escolha de um lugar inadequado pelos pais até a  falta de preparo, insegurança e apego dos próprios pais, percebidos pelas crianças que reagem negativamente. Mas tirando estes aspectos que são de base, a ambientação em um espaço diferente é o fator mais crítico.

“Os problemas mais comuns na adaptação das crianças nos berçários e nas escolas de período integral têm a ver com a rotina. Isso, porque a rotina da casa é muito diferente da rotina da escola com relação aos horários, com relação ao vestir – muitas têm o uniforme – isso gera um stress para a criança”, explica Carine Conte, diretora e psicopedagoga do Colégio Renovação.

De acordo com Roberto Debski, psicólogo e diretor da Clínica Ser Integral, somente uma adaptação na creche feita de forma progressiva e com a participação dos pais pode amenizar as dificuldades enfrentadas pelas crianças para acostumarem-se à nova rotina.

Para o psicólogo, o período de adaptação na creche deve ser de três semanas, iniciando com um período reduzido de permanência da criança na creche, depois com um aumento gradual de tempo. 

“Os pais inicialmente devem participando do banho, da alimentação e de alguns momentos do convívio para que os educadores conheçam mais como a criança age. Deixe a criança levar algum objeto conhecido de casa, por vezes um travesseiro ou brinquedo, que funcionam como um objeto de apego, um elo com o ambiente de casa trazendo a sensação de segurança e familiaridade”, orienta o Dr. Debski.

Papel da creche na adaptação das crianças 

Conforme lembra Sylvia Caram, psicóloga clínica, psicanalista e especialista em educação infantil, as creches surgiram como instituições de cuidado das crianças diante da presença cada vez mais forte das mulheres no mercado de trabalho. Entretanto, os benefícios destas instituições para a criança vão além da higiene, da segurança física e da alimentação perante a ausência dos pais

O desenvolvimento da independência da criança também está relacionado a uma boa adaptação na creche. O profissional da creche responsável pela adaptação deve estar disponível para ser reconhecido pela criança, formando vínculo com ela. 

“No ambiente comum com as outras crianças, o adulto serve como um mediador, mas que pode sair de cena à medida em que a criança se apropria dos instrumentos (brinquedos, outras crianças) à sua disposição como parte de si, da mesma forma que o fez com a figura materna”, reforça Sylvia Caram.

Alguns conselhos para a adaptação na creche

Veja a seguir algumas dicas dos especialistas para acertar na escolha da instituição e proporcionar uma melhor adaptação na creche para os filhos:

  • conheça  antes a estrutura física e o ambiente, certifiquem-se da higiene, conforto e segurança da creche;
  • expresse claramente o que a família espera e conheça os objetivos e diretrizes da creche;
  • esclareça todas as dúvidas existentes sobre como será a rotina da criança;
  • informe como é a rotina da criança em casa, seu histórico de saúde, hábitos alimentares e de sono;
  • certifique-se que o período de adaptação da criança será no mínimo de três semanas;
  • participe do banho, da alimentação e de alguns momentos do convívio iniciais;
  • deixe a criança levar para a creche algum objeto que lhe seja familiar;
  • converse com a criança, diga-lhe ‘hoje você vai ficar com seus amiguinhos enquanto papai/mamãe vão trabalhar’;
  • observe se a creche tem a mesma faixa etária de seus filhos e se a quantidade de educadores seja de pelo menos um para cada 5 crianças.

Copyrtight foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto