Presentes de Natal: 7 dicas para acertar em cheio na escolha

Ana Paula Cardoso
Saiba como fazer para  agradar sem erro na hora de trocar os presentes de Natal

Escolher presentes de Natal que agradem em cheio não é difícil seguindo algumas dicas.


Todo ano é praticamente impossível fugir das tarefa de escolher e  comprar os presentes de Natal para a família. Quem tem filhos, ainda precisa equilibrar o orçamento para tentar não desapontar os pequenos, que muitas vezes ainda acreditam em Papai Noel e pedem excesso de presentes, muitas vezes caros.

Mas as crianças não gostam apenas de ganhar os brinquedos, jogos ou outros desejos menos concretos – como viagem ou passeios. Elas também apreciam oferecer presentes de Natal aos adultos que são importantes para elas, como pai, mãe, tios, avós e professores. 

E até os amiguinhos mais próximos costumam entrar na lista de presentes de Natal infantil. Como nem sempre a educação financeira da criança já está bem desenvolvida, caberá aos pais usar toda a criatividade para não deixar o Natal passar em branco, sem precisar ir à falência.

Sem medo dos presentes básicos

Presentes úteis e básicos, como um bom filtro solar, uma toca de banho divertida e até mesmo meias para praticar esporte são presentes de Natal que funcionam muito bem, principalmente quando não se têm muita intimidade com quem vai se presentar. E diferente do que se pensa, criança adora ganhar presentes básicos”, orienta a piscóloga Isabela Rosa. 

A pedagoga e professora Márcia Santos confirma por experiência não somente com seus alunos, mas com a filha. Quando a menina tinha dois aninhos, ganhou uma caixa com três meias coloridinhas e com motivos de bichinhos como presente de Natal

"Não teve boneca ou outro brinquedo que desbancasse. Ela saiu gritando 'meia!meia!meia!', mostrando para todos e ainda quis calçar na hora. Acho que era porque eu vivia dizendo em casa que estava precisando comprar meias para ela. A tia que deu o presente se sentiu realizada", conta a professora, aos risos. 

Como acertar nos presentes de Natal 

Veja a seguir sete dicas de como se orientar na hora de escolher os presentes de Natal:
  • 1) Observe. É sempre mais fácil dar presentes de Natal quando conhecemos as pessoas. Perceba o que chama atenção das crianças quando passeiam. Veja o que as faz parar em frente às vitrines. Ou o que as entretêm na hora do lazer. Uma criança que gosta de desenhar vai amar ganhar uma caixa de lápis de cor e um caderno com folhas em branco. E nem custa tão caro;
  • 2) Pergunte. Um mês antes do Natal já pode começar a perguntar aos filhos o que pediriam ao Papai Noel. Quando não querem contar aos pais, – sim, há crianças que dizem ser um segredo entre elas e o Papai Noel – é hora de recorrer a tios, avós e amigos que talvez consigam arrancar alguma informação. Uma dica pode ser a boa e velha carta ao bom velhinho, na qual a criança faz a sua lista de presentes de Natal; 
  • 3) Adapte. Percebeu que a criança quer algo fora do alcance – seja financeiro, ou simplesmente porque é inadequado- hora de adaptar. A criança quer um tablet? Dê um brinquedo que imita ou um de preço menos salgado, mesmo com menos funcionalidades, ou algum usado que custa mais barato;
  • 4) Presentes úteis. Quando não se conhece bem a quem vai oferecer um presente de Natal, as lembrancinhas úteis e básicas costumam ser as mais adequadas “O problema de muita gente é tentar dar um presente de Natal baseado naquilo que agradaria a si mesmo”, reforça  a psicóloga Isabela Rosa. Então, entre um chá de ervas exóticas do Himalaia e um jogo de três pares de meias meias esportivas, fique com a segunda opção; 
  • 5) Obedeça a faixa de preços. No caso de presentes de Natal via brincadeira de amigo oculto (ou amigo secreto), duas dicas infalíveis para não errar: nada de dar presentes muito acima ou muito abaixo da faixa de preço. Desconforto e constrangimentos são causados muita vezes por quem desobedece a faixa de valor estipulado para os presentes de Natal;
  • 6) Siga a lista. A lista de sugestão de presentes já um clássico da brincadeira de amigo secreto. Sim, muitas vezes a troca de presentes pode ficar sem graça, mas se a ideia é agradar, para que se rebelar? Sem contar que é bem mais fácil seguir o pedido da lista;
  • 7) Presentes coletivos. Isso funciona muito bem na hora do presente de Natal para professores, chefes e até avós (dependerá da quantidade de netos). A dica é conversar com os pais de todos os alunos da turma, cada um dá uma quantia estipulada, bem baixa, que somada à contribuição de todos vai proporcionar a compra de um presente de Natal de maior valor. Um gesto certeiro para agradar quem recebe, sem pesar no bolso de quem deu o presente de Natal.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto