7 dicas para cuidar do cabelo das crianças

Fernanda Lima

Pode hidratar? Usar creme para pentear? Fazer química? Confira essas e outras resposta de uma expert sobre as madeixas dos pequenos

Confira dicas espertas de como cuidar do cabelo das crianças. © iStock/vadimguzhva


Os cabelos das crianças são finos e sensíveis, por isso exigem um cuidado maior e tratamento diferenciado em relação aos cabelos dos adultos. Izabella Miranda, hair style do Instituto Eliza Martins em Belo Horizonte (MG) dá dicas sobre como cuidar das madeixas dos pequenos.

Segundo ela, até os três primeiros anos de idade, o ideal é usar shampoo e condicionador com PH lacrimal - que não ardem os olhos e são neutros, evitando assim reações alérgicas. A partir dos quatro anos, completa Izabella, pode-se pensar em direcionar para uma linha de produtos adequadas de acordo com o tipo de fio.

Além disso, é importante sempre desembaraçar e pentear o cabelo das crianças. Já os rabos de cavalo devem ser feitos sempre com o cabelo seco para evitar enfraquecer e quebrar os fios. Confira agora outras dicas da expert:

7 dicas para cuidar do cabelo dos pequenos         

  1. É preciso hidratar? 
    A partir dos três anos já é liberado hidratar os fios, mas sem o uso química. "Deve-se priorizar a utilização de produtos, de acordo com cada tipo de cabelo, apenas para deixar o mesmo sedoso e hidratado”, explica a hair style.
     
  2. Creme para pentear?
    Segundo Izabella, a utilização de creme para pentear é indicada mais para fios cacheados ou mais grossos, pois eles ajudam a desembaraçar mais facilmente esse tipo de cabelo. No caso de fios mais rebeldes, pode-se utilizar até mesmo um gel ou um leave in, finalizadores, que ajudam no controle do volume do cabelo.  Já em crianças com cabelo liso ou com o fio mais fino, não há tanta necessidade de utilizar creme para pentear, pois ele pode deixar o cabelo mais pesado e oleoso.
     
  3. A partir de que idade é indicado cortar o cabelo das crianças?
    Não existe uma idade específica para cortar o cabelo das crianças. O importante é observar o conforto e a necessidade de cada um, por exemplo, para evitar que a franja caia sobre os olhos. Também é preciso lembrar que muitos bebês perdem os fios, deixando o cabelo irregular, o que torna o corte algo necessário.
     
  4. Crianças podem usar secador e chapinha?
    É preciso respeitar a sensibilidade da criança. Geralmente até os três anos elas não têm tolerância para utilizar secador e muito menos chapinha. A partir dos quatro anos esses procedimentos são indicados apenas em ocasiões especiais (como casamentos ou festas em geral), até porque o uso constante desses equipamentos deixa o cabelo fraco e ressacado, o que prejudica o desenvolvimento saudável dos fios que passam por várias fases de transições.
     
  5. Pode lavar o cabelo das crianças todos os dias?
    Lavar o cabelo dos recém-nascidos e das crianças é permitido, dependendo apenas da vontade dos pais ou do clima, mas em dias mais frios deve-se evitar. Já nos dias mais quentes ou quando a criança realiza diversas atividades que a fazem transpirar bastante, é indicado lavá-lo. "O importante é não dormir e nem prender o cabelo molhado”, diz Izabella.
     
  6. Crianças com cabelos crespos e cacheados exigem um cuidado maior?
    Crianças com cabelos mais crespos e cacheados precisam de maiores cuidados, como, por exemplo, hidratá-los mais vezes, pois o cabelo cacheado e crespo tendem a ser mais ressecados. Além disso, a utilização de creme para pentear auxilia a desembaraçar os fios.
     
  7. A partir de que idade pode fazer química no cabelo de crianças?
    Izabella explica que esta é uma escolha pessoal, pois vai depender da vontade dos pais, da criação dos filhos e também do posicionamento do profissional (cabelereiro). "No entanto, acredito que seja mais indicado a partir da puberdade, ou seja, entre 11 e 13 anos. Antes dessa idade, considero que realizar qualquer procedimento químico seja muito precoce, pois o couro cabeludo assim como a própria criança está em fase de desenvolvimento e a utilização desses processos pode comprometer essa fase, afetando o crescimento dos fios e sua forma natural", explica. Lembrando que o cabelo com química requer ainda mais cuidados, o que uma criança, geralmente, não irá conseguir fazer sem a ajuda dos pais.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto