Entrevista com Luke Evans: "Gastei mais tempo fazendo maquiagem que a Bela”

A redação

Por Eva Carducci

Luke Evans, intérprete do conquistador Gastão, revela histórias dos bastidores do novo filme da Disney

Luke Evans é o vilão Gastão na nova versão de A Bela e a Fera.


O galã Luke Evans precisou deixar de lado todo seu charme encantador para desempenhar o papel de vilão em A Bela e a Fera. Na função de antagonista da história, o ator interpreta o conquistador Gastão, um rapaz forte e bonitão que disputa a atenção da jovem Bela (e de todas as outras moças de seu vilarejo).

Assim como na versão animada do filme, de 1991, o personagem de Evans se mostra muito mais apaixonado pela própria imagem, que se torna incapaz de amar qualquer pessoa de verdade. Seu egocentrismo é ainda mais apoiado pela figura de Le Fou (vivido por Josh Gad), seu atrapalhado ajudante que esconde uma grande paixão por ele.

Feliz com o papel de “cara mau” na adaptação em live-action de A Bela e a Fera, Luke Evans contou um pouco mais sobre sua atuação durante uma entrevista realizada na première do filme em Londres. O ator revelou ainda algumas histórias divertidas dos bastidores da produção que chega aos cinemas brasileiros no dia 16 de março. Confira:

Entrevista com Luke Evans

Qual é a sensação de viver o vilão da história?

Divina! É ótimo interpretar um vilão que as pessoas conhecem tão bem, graças à animação original de 1991, um filme tão conhecido e amado em todo o mundo.

E o que você achou do figurino, já que seu personagem tem algumas características físicas muito importantes e facilmente distinguíveis?

O traje foi fabuloso! O personagem do Gastão tem alguns detalhes básicos, um deles é o cabelo. Claro, eu estava usando uma peruca, eu não tenho esse topete vistoso. Quer saber alguma coisa engraçada? Eu gastei mais tempo fazendo maquiagem que a própria Bela (Emma Watson).

E isso foi um problema?

Claro que não. Mas uma vez, durante a cena em que arma dispara contra o teto e cai tudo sobre a mesa, eu não estava na posição certa e caí no meio do entulho com a peruca. Eu olhei aterrorizado para a figurinista e pedi desculpas de joelhos. Eles tiveram que ficar mais duas horas arrumando todo o desastre que eu tinha feito.

Pode contar outra história divertida do set?

Ainda na mesma cena, você se lembra quando eu apago as velas? Eu realmente precisei apagar e uma vez por engano eu me queimei, mas eu continuei a gravar.

E se você se transformasse magicamente em um objeto inanimado, o que você seria?

Uma fechadura de porta, para que eu pudesse controlar todas as entradas e decidir quem eu deixo entrar.

Copyright foto: AdMedia/SIPA

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto