Slackline: andar na corda bamba exercita o corpo e a mente

Jessica Krieger
Confira as dicas para praticar a atividade física que mistura concentração, equilíbrio e diversão com os amigos

Slackline reúne força e autocontrole e contribui para a diminuição do estresse.


Nos parques das grandes cidades brasileiras, um esporte em particular anda chamando atenção por reunir força, equilíbrio e muita diversão. Os praticantes do slackline se movimentam em uma fita elástica, com cerca de 5 cm de largura, e buscam lugares ao ar livre para a prática desta atividade física, que vem ganhando cada vez mais adeptos.

O atleta Gabriel Faria de Souza explica que o principal  benefício do slackline é o aumento da concentração, autocontrole e respiração em um só movimento. “Na prática deste esporte, é possível usar todos os músculos, tornando-o um exercício muito completo para o corpo e mente”, afirma. Além disso, equilibrar o corpo sobre a fita elástica diminui o estresse e contribui com a manutenção da saúde.

Dicas práticas

Por ser um esporte fácil de aprender, muitos praticantes esquecem que essa atividade exige cuidados. O primeiro deles é o conhecimento na colocação da fita, que não pode ser feita de maneira aleatória. A recomendação é buscar locais fixos e rígidos, como árvores com raízes profundas ou colunas resistentes. E esticar bem a fita, que tem que ter, no mínimo, 15 m de comprimento. “A facilidade de treinar o slackline é grande, basta apenas ter um kit e disposição”, diz o atleta. “Procure sempre respeitar a evolução do seu corpo e equilíbrio. Sempre falo que o importante é se equilibrar primeiro, depois andar”, completa.

Para voos mais altos, como o Waterlining - que é feito sobre as águas, geralmente em encostas de montanhas -, ou o Highlining - realizado em alturas maiores -, é preciso um preparo especial. Ainda mais se, além do equilíbrio, o atleta realizar manobras e até mesmo saltos. Porém, para os praticantes de final de semana, basta usar roupas confortáveis e ter coordenação motora e força de vontade.

Para ajudar a manter o equilíbrio, lembre-se que seu centro gravitacional está no abdome; portanto, concentre suas energias e forças nos músculos da região. Os atletas aconselham, ainda, não levantar muito os braços e sempre buscar uma postura correta. Com os joelhos flexionados e músculos das coxas contraídos é possível se equilibrar melhor na fita. “Sempre olhe para frente, concentre-se e acredite. Lembrando que o mais importante é estar com os amigos, com a natureza e praticando uma atividade física que dá prazer e saúde”.  

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto