Muay Thai, a arte marcial que emagrece e fortalece os músculos

Fernanda Lima
A modalidade veio para ficar e já faz sucesso entre as mulheres que buscam perder peso ou tornear o corpo 

Para secar ou tornear, é preciso treinair, no mínimo, 3 vezes por semana.


Quem pensa que luta é coisa de homem, está muito enganado. As mulheres aderem cada vez mais às modalidades de luta, e uma das mais procuradas é o muay thai.

Nascida na Tailândia, essa modalidade foi criada há mais de 2.000 mil anos pelos povos Birmaneses. Jonas Santos, professor de muay thai responsável pela equipe Chaya Combat Team, conta que essa arte marcial de contato é conhecida como a luta das oito armas: "Os dois punhos, os dois cotovelos, duas canelas e os dois joelhos."

Além de combater o sedentarismo, a prática oferece a possibilidade de desenvolver a força, explosão, flexibilidade, coordenação motora, resistência cardiovascular e defesa pessoal. 

E, pasmem: 1h30 de exercícios pode queimar até 1.200 kcal. "O treino de muay thai é completo. Composto por cordas, corrida, agachamentos, abdominais e flexões, entre outros movimentos", explica o professor. Durante as aulas, todos os músculos do corpo são trabalhados.

Desta forma, praticar essa arte marcial pode ajudar tanto a fortalecer quanto emagrecer, explica Jonas. "Com todos os movimentos feitos durante o treino, o aluno consegue emagrecer, perder medidas e adquirir força física e muscular. É importante ressaltar que o aluno deve manter uma alimentação equilibrada e estar hidratado dentro e fora do tatame", sugere.

Contudo, é preciso tomar cuidado, afinal, como toda arte marcial tem riscos, o muay thai também não fica de fora. Para Santos, o primeiro cuidado do aluno deve ser na escolha do treinador. "Ele tem que ter bom senso e separar os alunos e alunas. Graduados treinam com graduados, iniciantes com a supervisão do professor e atletas treinam com atletas."

A proteção também é fundamental: "Todos (desde o iniciante ao atleta) devem usar equipamentos de proteção individual - tornozeleiras, bandagens, luvas de boxe, caneleiras, protetores bucais e capacetes", alerta o profissional.

Comece já

Não tem limite de idade para dar o primeiro passo (ou chute) no muay thai. Porém, é importante começar dentro de uma academia, e não em casa. 

"O muay thai é um esporte de contato. Não é recomendado treinar sem a supervisão de um treinador ou professor capacitado". Em casa o praticante pode treinar a parte de condicionamento físico como, pular corda, flexões, abdominais e os movimentos de golpes mais  conhecidos.

Para secar ou tornear, o professor recomenda que o aluno participe do treino no mínimo três vezes por semana. "Em cerca de 2 a 3 meses, já é possível notar os resultados positivos."

Agora já sabe: lutar é também coisa para mulher. E não são apenas as vantagens físicas que essa arte proporciona: o muay thai também traz benefícios psicológicos. "Alivia o stress do nosso dia a dia, nos transforma em seres humanos melhores, proporciona foco em nossas decisões e nos torna persistentes em todas as áreas de nossa vida!", conta o professor.

Copyright foto: iStock 

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto