Afinal, o crossfit emagrece?

Daniel Navas

Programa de condicionamento tem como objetivo desenvolver as capacidades físicas dos seus praticantes. A questão é se o crossfit emagrece mesmo

Com treino diferenciado a cada dia, as aulas se tornam dinâmicas e variadas, o que sugere que o crossfit emagrece. © iStockphoto.com/UberImages

 

O crossfit é um método de treino com foco no condicionamento físico e saúde de seu praticante. Através de movimentos funcionais constantemente variados em alta intensidade, seu objetivo é melhorar as 10 capacidades físicas do ser humano: resistência cardiovascular, resistência muscular, força, flexibilidade, potência, velocidade, equilíbrio, coordenação, agilidade e precisão.

“Nas aulas de crossfit são realizados exercícios aeróbios que visam a melhora do condicionamento, a ginástica que oferece um domínio maior do próprio corpo e exercícios de levantamento de peso que proporcionam aos praticantes o domínio de cargas externas”, esclarece André Turatti, líder do Box Águia 2 CrossFit, da academia Cia Athletica, em São Paulo.

O treino de crossfit, que tem duração de uma hora, é dividido em três partes:

  • aquecimento (trabalho de ativação muscular e mobilidade);
  • técnica (educativos para melhorar determinado exercício);
  • e o WOD, sigla de Workout of the day (uma espécie de tarefa, desafio).

“A programação muda diariamente de acordo com a planilha que o treinador prescreve”, afirma Priscila Ferreira, educadora física, head coach da CrossFit Planalto, em São Bernardo do Campo.

Crossfit emagrece?

De acordo com os profissionais, ajuda e muito. O crossfit emagrece pois é possível atingir grandes gastos calóricos durante o exercício e após o treino, por meio da execução em alta intensidade.

“O chamado after burn, que é a queima calórica mesmo depois de terminado o exercício, dura de 12 até 24 horas. Por meio dos exercícios multiarticulares, como levantamento de peso, ginásticas e também os cardiorrespiratórios”, conta Fabio Cezar, educador físico da academia Bodytech.

Além de emagrecer, é considerado um esporte democrático. Homens e mulheres fazem exatamente o mesmo treino e exercícios. “A única diferença são as cargas. As mulheres treinam com um pouco menos de peso, porém existem exceções”, diz Priscila.

Mas não pense que em apenas um mês o crossfit ajudará no emagrecimento. Nesse período, é possível ver a diferença no condicionamento físico. “As mudanças corporais variam de acordo com a genética do aluno, frequência nos treinos e nutrição. Mas, em média, de 2 a 3 meses já se percebe o emagrecimento”, conta a educadora física.

Exercícios indicados

Para o crossfit emagrecer de fato, é preciso seguir à risca os três pilares de exercícios. São eles:

Movimentos Cíclicos - têm como característica principal a repetição de um gesto motor de forma continua e trazem como principal benefício a melhora do condicionamento. Exemplos: corrida, remo, salto de corda, bicicleta, natação, entre outros.

Movimentos Ginásticos - têm como característica principal a utilização do peso corporal na realização das tarefas como empurrar, puxar, levantar, descer, saltar, equilibrar, proporcionando melhor coordenação motora. Exemplos: flexão de braços, agachamento, exercícios abdominais, pranchas, entre outros.

Movimentos de Levantamento de Peso - todo e qualquer movimento realizado com alguma sobrecarga externa. O que aumenta a complexidade dos movimentos e seu domínio traz adaptações, como aumento da força, coordenação e trabalho de potência. Exemplos: exercícios do LPO (Levantamento de Peso Olímpico), como o Snatch, Clean, Jerk, agahamento frontal entre outros.

A frequência do treino

Par quem está começando, o ideal é duas vezes por semana. A partir da terceira ou quarta semana, pode-se fazer três vezes. Depois, entre a oitava e a 12ª semana, aumenta-se para quatro vezes na semana.

"Daí em diante, pode chegar em até cinco vezes na semana ou fazer três treinos seguidos e um dia de descanso, sempre respeitando as adaptações, programações e evitar de se sobrecarregar nos dias que estiver mais cansado ou dolorido”, aponta Cezar. 

Descanso necessário

Como se trata de uma modalidade de alta intensidade, o day-off é extremamente necessário no crossfit. Não só para a recuperação de tudo que foi feito nos dias anteriores, mas também para preparar o corpo e a mente para o retorno ao treino (um dia depois). 

O crossfit trabalha com três dias de trabalho para um de descanso. Porém, como a grande maioria dos praticantes tem apenas de segunda a sexta para treinar, os treinos são adaptados para 5 dias de trabalho e 2 de descanso.

"Sendo que um desses dias pode ser feito um descanso ativo (caminhadas ou corridas leves, natação, entre outros)”, ensina Caroline Marchiçoli, professora do CrossFit Sumaré, em São Paulo.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto