Pilates solo e com aparelhos: conheça as diferenças

Daniel Navas

Enquanto o pilates solo usa do peso corporal, o método com aparelhos utiliza de acessórios para realizar os movimentos 

Existem diversos prós e contras do pilates solo e do pilates com aparelhos, por isso, é importante saber quais são essas diferenças. © iStockphoto.com/g-stockstudio


Já não é de hoje que o pilates faz sucesso entre as pessoas. Mas, antes de encontrar o estúdio mais próximo, é preciso entender que existem dois tipos da atividade: o pilates solo (ou Mat Pilates) e o pilates com aparelhos (também chamado de Pilates Studio).

“Nas aulas de pilates solo são realizados exercícios com o peso do próprio corpo e contra a ação da gravidade, sobre o tatame ou colchonetes, e que podem ser complementados com acessórios, como bola suíça, caneleiras, faixas elásticas e halteres, a fim de se proporcionar resistência ou assistência ao movimento proposto”, aponta Gabriela Fendi, fisioterapeuta e especialista em Pilates, de Itu. 

O Pilates Studio, por sua vez, é realizado com os aparelhos criados por Joseph Pilates, como Reformer, Cadillac, Chair e Barril que utilizam em seu mecanismo basicamente molas. Esta modalidade de pilates proporciona um melhor posicionamento corporal, o que permiti uma eficácia maior nos alongamentos e fortalecimentos.

“Ao pensar em tratamento para lesões, o pilates em aparelhos pode ser mais eficaz que o pilates solo em razão do auxílio das molas, além disso, ele garante maior segurança ao paciente, pois é possível ter  posicionamentos mais precisos”, explica Ana Paula Monti Oliveira, especialista em reeducação funcional da postura e do movimento e fisioterapeuta da Clínica Kennedy, em São Paulo.

Prós e contras: pilates solo x pilates em aparelhos

O pilates solo proporciona treino com maior foco na musculatura de estabilização do corpo, o chamado centro de força corporal. Aulas são mais dinâmicas, pois há um maior número de pessoas por turma. Outra vantagem da modalidade é que o equilíbrio e coordenação corporal são trabalhados com mais intensidade.

Quanto às suas desvantagens, pelo fato da maior parte dos exercícios serem realizados no chão, ou no tatame, algumas pessoas com limitação de movimentos e posicionamentos não conseguem se adaptar a prática (como as gestantes).

“Por serem exercícios considerados livres (sem direcionamento em máquinas), podem gerar problemas posturais durante a execução dos movimentos, caso não haja um bom acompanhamento profissional”, alerta Gabriela Fendi.

O pilates com aparelhos, em contrapartida, possibilita maior facilidade na execução do exercício, melhor posicionamento e variação de movimentos e posições dentro de um único exercício - evoluindo de acordo com os ganhos de cada paciente. 

Vale lembrar que assim como o Mat Pilates, essa modalidade também pode gerar lesões, complicações ou intensificar algum dano na coluna do paciente se não for ministrado por um profissional qualificado.

“Cabe ao profissional dirigir a sessão de acordo com as necessidades e limitações de cada paciente como um todo para maior segurança”, afirma Juliana Magalhães, fisioterapeuta, de São Paulo.
 

LEIA TAMBÉM

Pilates emagrece? Conheça a relação entre o método e a perda de peso

Pilates para gestante: veja 3 exercícios para ajudar no parto normal

Pilates Studio é indicado para gestantes

O pilates com aparelhos costuma ser recomendado para aqueles que possuem limitações físicas que os impossibilitem de sentar ou deitar no chão confortavelmente.

“Nesse caso, idosos e gestantes, além de pessoas com grandes encurtamentos musculares e alterações posturais limitantes não podem realizar a atividade. Para eles é indicado o Pilates Studio, por conta do posicionamento com maior conforto e estabilização dentro dos equipamentos clássicos”, afirma Gabriela. 

A gestante, por exemplo, passa a ficar impossibilitada de deitar de costas e com a barriga para cima a partir de um certo período gestacional (geralmente no 3º trimestre), além de apresentar grandes dificuldades em agachar e sentar ao chão. 

Os aparelhos permitem que exercícios em posição sentada sejam realizados sem dificuldades por possuírem altura elevada, bem como em posição deitada de lado, sem gerar desconfortos

“Os idosos, por sua vez, passam a apresentar desgastes ósseos, juntamente com patologias como a osteopenia e a osteoporose, além de limitações articulares. Para as pessoas na terceira idade, o pilates com aparelho tem o posicionamento mais adequado e a ausência de impacto, devido a ação das molas, o que não acontece no pilates solo”, acrescenta a fisioterapeuta.

Benefícios da modalidade

Mas, independentemente do tipo de modalidade que faça, pilates solo ou com aparelhos, os benefícios estarão lá. Confira algumas melhorias do exercício apontadas por Bruna Grandini, educadora física e instrutora de pilates na DOT Pilates, em São Paulo:

  • melhora da postura;
  • aumento de força muscular;
  • aumento da flexibilidade;
  • melhora no condicionamento físico;
  • músculos mais definidos;
  • redução de dores crônicas;
  • melhora a qualidade do sono e ansiedade;
  • ajuda a ter maior consciência corporal, pois ensina o corpo a utilizar grupos musculares mais eficientes para determinado exercício e, posteriormente, para a funcionalidade do indivíduo.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto