Álcool em excesso e cigarro aumentam as chances de infertilidade nas mulheres

Daniel Navas

Tomar vários drinks todos os dias, ou fazer uso do tabaco afeta a produção dos hormônios femininos, o que pode dificultar a gravidez

As mulheres que pretendem engravidar devem ficar longe de bebidas alcóolicas e do cigarro. © iStockphoto.com/KatarzynaBialasiewicz


Diversos podem ser os motivos para a infertilidade feminina: desde doenças ginecológicas até o consumo excessivo de bebidas alcóolicas e o ato de fumar. Isso porque o álcool age diretamente no cérebro, órgão ligado às funções reprodutivas e sexuais. Aquele drink aparentemente inocente, portanto, pode afetar a produção dos hormônios femininos e levar à infertilidade.

“Nas mulheres, o álcool em excesso altera a qualidade dos óvulos e o processo ovulatório, chegando, em alguns casos, a interromper a ovulação”, explica Rodrigo da Rosa Filho, ginecologista e membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH).

O médico ainda acrescenta que o consumo exagerado de bebidas alcoólicas pode ser responsável pelo aumento de tempo para engravidar em até três vezes mais que o habitual.

Três taças por semana já podem causar infertilidade

Especialistas ainda alertam que, em muitos casos, os efeitos do álcool são irreversíveis. Por isso será preciso procurar ajuda profissional para avaliação e decidir qual o tratamento adequado para a infertilidade.

“Estudos comprovam que mulheres com hábitos de consumo de álcool, mesmo em pequenas quantidades, como três taças de vinho por semana, podem reduzir a capacidade de engravidar em dois terços”, afirma o ginecologista. 

E de acordo com a ginecologista e obstetra Maria Rita Curty, a recomendação é que mulheres que pretendem engravidar, cessem o consumo de álcool durante três meses, para que os níveis hormonais voltem ao normal.

“Mas vale lembrar que a quantidade de estrogênio não voltará aos mesmos níveis de antes”, esclarece Ricardo Luba, ginecologista membro da SBRH e da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP).

Os males do cigarro para quem quer engravidar

Além do álcool, o ato de fumar também pode causar infertilidade, pois os componentes do cigarro prejudicam a qualidade do óvulo e a formação do embrião.

“Mulheres fumantes apresentam óvulos de pior qualidade devido ao aumento dos radicais livres de oxigênio e o estresse oxidativo”, aponta o Dr. Rosa Filho. Pesquisas afirmam que a fertilidade é reduzida em 25% nas mulheres que fumam até 20 cigarros ao dia.

Por isso, a conscientização sobre os fatores que podem causar a infertilidade é muito importante para que o casal que sonha em engravidar repense sobre os seus hábitos.

“Como disse anteriormente, cada caso é um caso, muitas situações são irreversíveis, e é preciso procurar ajuda profissional para avaliação e decidir qual o tratamento adequado”, pondera o ginecologista.

Alternativas para ser mãe

Quando o vício do cigarro ou álcool destrói o sonho de ser mãe pelas vias naturais, especialistas apontam alguns procedimentos alternativos. Um deles se dá através de doadora anônima, que oferece seus óvulos por meio da clínica de reprodução humana.

“A chamada ovodoação é realizada de forma totalmente sigilosa e anônima, sendo que apenas a clínica tem conhecimento da identidade da doadora e da receptora”, aponta o Dr. Rosa Filho.

O óvulo da doadora é fecundado pelo espermatozoide do marido da receptora. Após a fertilização do óvulo, o embrião gerado é transferido para o útero. Nesse tratamento, a receptora precisa tomar medicamentos para o espessamento do endométrio, necessário para a gestação.

“O tratamento possui alta taxa de sucesso, que chega a até 70% por tentativa”, afirma o ginecologista.  Outro dos tratamentos de reprodução assistida, e também o mais conhecido,  é a fertilização in vitro, realizada em laboratório com preparo do sêmen e dos óvulos.

Nesta técnica, a mulher é estimulada a produzir mais óvulos com a administração de hormônios. A coleta dos óvulos é realizada por uma punção realizada por via transvaginal, sob anestesia. Mas, para não precisar passar por esses procedimentos, a dica é não exagerar no álcool e esquecer o cigarro
 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto