6 semanas de gravidez

Bruna de França
Com 6 semanas de gestação, os sinais que começaram a aparecer na semana passada se acentuam. O coração do bebê já bate e seu sangue começa a circular

O corpo da mãe

O útero agora tem a dimensão de uma laranja. Ele pressiona a bexiga, o que justifica a vontade de urinar muito frequente. Além disso, os seios estão maiores e os mamilos estão mais salientes. As auréolas começam a ficar mais escuras e mais largas. 

Paralelamente, a pele está mais esticada e deixa à mostra veias azuladas. As secreções vaginais são mais abundantes. Por serem mais ácidas, preservam a vagina de infecções provocadas por micróbios. É possível que a futura mãe sinta puxões levemente doloridos no baixo ventre. Não se preocupe, o útero está crescendo e os ligamentos que o sustentam estão se distendendo, por isso esta sensação.

A gestação provoca uma sobrecarga de hormônios que causam um aumento da temperatura pela manhã, frequentes náuseas, distúrbios do sono e um grande cansaço. Além dos sintomas físicos é normal sentir instabilidade similar a TPM, apreensão, medo, alegria e excitação.

Ganho de peso

A mulher pode engordar entre 7 e 15 Kg durante os nove meses ou 40 semanas de gestação, dependendo sempre do peso que tinha antes de engravidar. 

As futuras mamães devem engordar em torno de 2 Kg nos primeiros três meses de gravidez. Já a partir do 4° mês, o ganho de peso é, em média, de 0,5 Kg por semana, para uma gestação saudável.

Assim, se o índice de massa corporal (IMC) da mulher ao engravidar é normal, é aceitável que engorde entre 11 e 15 Kg durante a gestação. 

Sexo durante a gravidez

Ter relações sexuais durante a gestação é permitido e não causa nenhum mal ao feto. Em caso de gravidez de risco, entretanto, o médico pode contraindicar a prática sexual.

Outra possível mudança em relação à vida íntima do casal é a libido da mulher, que pode variar durante esses noves meses. Algumas têm maior outras menor apetite sexual. Isso pode variar de acordo com o trimestre e depende muito de cada mulher.

A evolução do bebê

Na quarta semana de gravidez, o bebê evolui muito rapidamente. Dessa forma, em uma semana, seu tamanho passa de 1,5 a 5 mm. O embrião tem a aparência de um girino. O coração bate e os órgãos vitais, que estavam começando a se desenvolver na semana anterior, continuam em franco crescimento. O tubo neural ligando o cérebro à medula se fecha e a cabeça do bebê se define aos poucos. 

Além disso, as futuras vias digestivas se desenham, ao mesmo tempo que a coluna vertebral e as cavidades pulmonar e abdominal. Um amontoado de células se forma: são os futuros testículos ou ovários. Enfim, os protótipos dos membros aparecem no corpo; primeiro os braços, pois as pernas só aparecerão mais tarde. Alguns vasos sanguíneos se formam e o sangue do bebê começa a circular.

Copyright foto: iStock/ Arte CCM Benchmark

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto