11 semanas de gravidez

Bruna de França
Com 11 semanas, seu bebê já não é mais um embrião, mas um feto

O corpo da mãe

Este é o terceiro mês de gravidez e o útero tem o tamanho de uma laranja. O ritmo cardíaco se acelerou, pois o volume sanguíneo é maior. Isso acarreta mais trabalho para o coração da mamãe. Por essa razão, a gestante pode se sentir mais sem fôlego que de costume. 

Os rins trabalham por dois e estão sendo colocados à prova. Isso por que o mesmo sangue que nutre o bebê, graças aos nutrientes e ao oxigênio que contém, carrega consigo os resíduos que o bebê elimina. Assim, os pulmões se encarregam do gás carbônico e os rins vão eliminar os detritos metabólicos. Nesta fase aconselha-se, portanto, ingerir muita água. É igualmente indicado caminhar diariamente, respirando calmamente. Esta atividade facilita a circulação sanguínea, prevenindo varizes e atenuando problemas de constipação.

Neste primeiro trimestre, ou imediatamente após o termino da gestação, muitas grávidas passam a ter crises de enxaqueca. Entretanto, a maioria das mulheres que já tinham a doença antes de engravidar apresentam um decréscimo da frequência e da intensidade das crises, durante o segundo e o terceiro trimestres. Embora haja medicamentos considerados "seguros" na gravidez, é preciso sempre consultar seu médico antes de começar qualquer tratamento.

A evolução do bebê

Seu bebê mede cerca de 5 cm e pesa em média 9 g. A cabeça dele se ergue aos poucos, arredondando-se um pouco mais a cada dia, mas continua muito volumosa em relação ao resto do corpo.

Além disso, já é possível identificar os traços do rosto: os olhos começam a se posicionar, cobertos por finas pálpebras. As orelhas tomam seu lugar definitivo. Os buracos das narinas ainda estão fechados e muito separados e a boca é bem miúda. Paladar e olfato começam a se formar. 

Suas pernas e braços continuam crescendo e o tamanho desses membros é agora proporcional ao do corpo. O sexo ainda não aparece mas os órgãos genitais se diferenciam. Sendo um menino, os testículos já começam a produzir testosterona.

Nessa semana o seu bebê começará a explorar o seu próprio corpo, como por exemplo, brincar com o seu próprio nariz. 

A placenta começará a funcionar, e o sangue começará a fluir entre o bebê e o útero. O bebê começará a produzir seus próprios glóbulos vermelhos. Continua a produção de urina, que é um dos principais componentes do líquido amniótico

Sua pele continua transparente e uns pelinhos começam a cobri-la. No final desta semana, seu bebê não será mais um embrião, mas um feto

Exames médicos

Você provavelmente fará, nesta ou nas próximas semanas, o ultrassom com translucência nucal. Este exame permite detectar se há riscos de o bebê ter problemas genéticos como a síndrome de Down.

Neste ultrassonografia será possível ver os braços e pernas do seu bebê e ouvir o som das batidas do coração. Porém não se assuste se o médico não conseguir encontrar os batimentos ainda nesta fase.

Copyright foto: iStock/ Arte CCM Benchmark

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto