13 semanas de gravidez

Bruna de França
Com treze semanas de gestação, o risco de aborto é praticamente mínimo e a barriga da mamãe começa a ganhar uma forma arredondada

O corpo da mãe

O útero continua crescendo e as futuras mamães podem senti-lo ao pressionar um pouco a barriga, que começa a ter uma leve forma arredondada. 

O ritmo cardíaco da mãe se acelera. O bebê se desenvolve velozmente, as células se multiplicam com muita rapidez, levando à formação de tecidos e órgãos, que precisam, portanto, de nutrientes essenciais ao crescimento

Estas células buscam estes nutrientes no sangue da mãe, e é por isso que a adoção de uma alimentação balanceada é muito importante. O objetivo não é se alimentar por dois, como se diz tradicionalmente, mas de se alimentar com inteligência

Assim sendo, há critérios a levar em conta na escolha dos seus alimentos, tais como produtos fácil digestão e rapidamente assimilados pelo organismo, sem esquecer o aporte suficiente de calorias, nutrientes e vitaminas. 

Para se assegurar de que a ingestão de ferro é satisfatória, a grávida deve consumir fontes de vitamina C, como: tomate, brócolis, melão, laranja ou um suco de frutas durante as refeições. Esses alimentos estimulam a absorção do ferro dos legumes e dos grãos pelo organismo. 

Secreção vaginal na gravidez 

É bem comum ter uma quantidade maior de secreção vaginal (também chamado de leucorreia) durante a gestação. As causas são, na maior parte das vezes, benignas e normais. 

Esse muco, que tem aspecto leitoso e praticamente não tem cheiro, é causado pelo aumento do fluxo de sangue na área da vagina. Esse corrimento não chega a ser muito diferente daquele que as mulheres têm antes de engravidar, porém o volume que é bem maior. 
 
Converse com seu médico se sentir os seguintes sintomas:
  • cheiro desagradável;
  • cor amarelada ou esverdeada;
  • cor marrom parecida com borra de café (pode ser um pequeno sangramento)
  • aparência espessa demais ou talhada;
  • dor ou ardência na hora de fazer xixi ou ter relações sexuais;
  • coceira;
  • e mudança repentina na aparência ou consistência da secreção.

A evolução do bebê

Seu bebê mede agora 8 cm e pesa cerca de 25 g. A cabeça ainda é desproporcional e representa um terço do corpo dele. Os primeiros ossos estão calcificados, a coluna vertebral se desenvolveu, e as primeiras costelas e ossos dos quadris surgiram. As narinas se abrem, um esboço de nariz e de queixo se desenha. A pele se cobre de uma fina penugem chamada lanugo, que vai cair no nascimento. 

Quanto ao cérebro, ele continua seu desenvolvimento. As conexões entre este órgão, os músculos e os nervos estão completas. O bebê está apto a se mover livremente e usar seus músculos para puxar, empurrar e explorar várias posições

O bebê já sabe sugar e engolir o líquido amniótico e, com os rins em perfeito funcionamento, já pode expelir em forma de urina novamente este líquido, que se renova a cada 3 horas.

Exames médicos

É aconselhável consultar um oftalmologista pois os hormônios da gravidez alteram a acuidade visual. Para quem usa lentes de contato diariamente, é recomendável substituí-las por óculos, durante a gestação, pois elas podem provocar irritações

Caso tenha um alto grau de miopia, é preciso mencionar o assunto ao médico que vai acompanhar o seu parto. Isso por que a córnea pode inchar durante a gravidez e esforços muito intensos e longos,  durante o trabalho de parto, podem provocar um descolamento da retina

Esportes e gravidez

Saiba que mesmo durante a gestação, é permitido praticar atividades esportivas. No entanto, é preciso saber escolhê-las e evitar os esportes muito violentos. Assim, dê preferência às caminhadas, à natação e à ginástica moderada (nada de aeróbio ou musculação).

Copyright foto: iStock/ Arte CCM Benchmark

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto