Dieta para engravidar: existem de fato alimentos que aumentam a fertilidade?

Ana Paula Cardoso

Especialistas explicam a relação entre a alimentação e o aumento das chances de engravidar

Dieta para engravidar: o importante é ter uma alimentação saudável.

 

Em busca de realizar o sonho de ser mãe, as mulheres não costumam medir esforços. Desde tratamentos de reprodução assistida até dietas para engravidar, a busca por preparar  o corpo para a fecundação é incessante. Mas afinal, será que existem mesmo alimentos que aumentem a fertilidade feminina?

Alguns estudos científicos já comprovaram que a obesidade pode atrapalhar a fertilidade. Por outro lado, quem não se alimenta bem pode ficar desnutrida e a chamada dieta para engravidar acaba sendo nada mais do que uma recomendação de programa alimentar para repor nutrientes em défict. 

"O que acontece é que mulheres com baixo percentual de gordura normalmente não menstruam, pois não ovulam. Isso acontece porque a maioria dos hormônios femininos é metabolizado a partir das células de gordura, principalmente do colesterol", diz a ginecologista e diretora do Centro Integrado Bella, Isabella Tartari.

 

Dieta para engravidar 

Segundo a médica Isabella Tartari, não existe nenhuma comprovação científica de que certos alimentos aumentem a fertilidade, mas a especialista ressalata importância de se manter uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes.

Já para o obstetra e especialista em reprodução humana, Rodrigo da Rosa Filho, uma alimentação adequada pode elevar a chance de engravidar em até 40%.

“Ao contrário, uma dieta inadequada contribui para o aumento da infertilidade. Portanto, casais que pretendem engravidar é necessário consumir alguns alimentos específicos e evitar outros”, explica o especialista em reprodução humana. 
 
A dieta para engravidar ideal, segundo o obstetra, deve incluir:

  • frutas frescas;
  • vegetais;
  • peixes;
  • carnes magras;
  • nozes e castanhas;
  • azeite de oliva extravirgem;
  • ovos.

Preferencialmente, a lista deve incluir somente alimentos orgânicos. “Recomenda-se evitar a carne vermelha, carboidratos simples como doces e farináceos, café, refrigerantes, chá preto ou mate e derivados do leite, além do álcool e alimentos processados e industrializados”, orienta o médico.

 

Homem e mulher na dieta para engravidar

Um ponto interessante levantado pelo Dr. Rodrigo da Rosa Filho é que não apenas a mulher e sim o casal deve seguir a dieta para engravidar. Para as mulheres, a ingestão de alimentos ricos em vitamina B6 como banana, oleaginosas e abacate diminuem os efeitos da endometriose, aumentam a implantação do embrião e diminui a chance de aborto em até 30%. 

No homem, o consumo de alimentos com selênio, zinco, vitamina C e E aumentam a motilidade dos espermatozoides. Peixes contêm esses elementos e as vitaminas são encontradas nas frutas cítricas e oleaginosas.

“Mulheres com síndrome de ovário policístico, devem optar por carboidratos complexos como arroz integral e fontes de gorduras boas, como óleo de coco”, conclui o especialista.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto