Mitos sobre a gravidez: especialistas esclarecem dúvidas de saúde e bem-estar

Jessica Krieger

Saiba o que é permitido e o que não é recomendado durante os 9 meses para manter uma gestação tranquila e saudável

Com tanta informação, fica difícil saber o que é mito ou verdade na gravidez.

 

Somente as mulheres que esperam um bebê ou já tiveram esta experiência sabem a quantidade de absurdos que se ouve neste momento tão especial da vida. Todo mundo tem uma opinião sobre tudo o que é permitido ou proibido durante a gestação. Com tanta informação e crenças populares, fica difícil para a mulher grávida saber o que realmente é verdade e pode prejudicar o bebê. 

A verdade é que todos estes mitos sobre gravidez só servem para deixar a mulher ainda mais ansiosa e preocupada durante os 9 meses. Para dar tranquilidade às gestantes que procuram na web as verdades por trás de comentários e crenças que rondam o imaginário das pessoas, A Revista da Mulher conversou com quatro especialistas das áreas médica e de cosméticos para saber com o que realmente é preciso tomar cuidado. Veja:

 

Alimentação

As grávidas não podem comer comida japonesa e nem frutos do mar? 

Não é proibido consumir comida japonesa ou frutos do mar, mas sim, comer estes alimentos crus ou mal passados. Estas comidas cruas estiverem contaminadas, a gestante exposta ficará a doenças como a toxoplasmose. “As gestantes não são imunes a esses tipos de infecções, que podem até causar má formação fetal”, afirma Anis Mitri, médico cardiologista e nutrólogo do Cecam. 

 

As gestantes devem evitar carnes mal passadas? 

Exatamente pelos mesmos motivos da comida japonesa. O problema não é o tipo de alimento, mas sim ele estar cru ou mal passado. 

 

É mito que mulheres grávidas não podem comer saladas fora de casa?

As saladas e legumes precisam ser esterilizadas em solução apropriada, lavados e submersos em solução com vinagre e hipoclorito diluídos em água. “Fora de casa a gestante não tem o controle dessa higienização, então o ideal é evitar”, diz Mitri. Locais com ótima higiene em que há a garantia de que os alimentos são lavados de maneira correta não devem preocupar as futuras mães, pois essas medidas são suficientes para evitar doenças como a toxoplasmose.  

 

Grãos como a linhaça podem causar hemorragia e até aborto?

Mito. A linhaça é um ótimo alimento natural, rico em ômega 3 que ajuda no desenvolvimento mental e cognitivo do bebê, assim como melhora da atividade visual. “Ajuda também na manutenção do peso e trânsito intestinal”, explica o médico ginecologista e obstetra Elvio Floresti Junior.

 

Álcool na gravidez causa malformação do bebê?

Muitos médicos não recomendam nenhuma gota de álcool durante a gravidez. Mas, existe um estudo que contraria tudo isso: de acordo com pesquisas da Universidade College London, realizada com mais de 10 mil crianças nascidas entre 2000 e 2002, a ingestão do equivalente a 175 ml de vinho ocasionalmente não está relacionada com o mau desenvolvimento dos bebês. “Lógico que o bom senso é fundamental . Eu não recomendo seu uso excesso, apenas em ocasiões especiais e o mínimo possível”, diz o especialista. 

 

Bem-estar 

É verdade que as grávidas não podem tomar cerveja sem álcool porque a bebida pode fermentar no estômago e fazer mal para o bebê? 

Não. A cerveja sem álcool não interfere na saúde do bebê, porém a digestão na gravidez é mais lenta e aumenta o refluxo do suco gástrico. “Por isso deve ser evitada na gestação, assim como os refrigerantes ou água com gás e também alimentos que aumentam a fermentação”, esclarece Rodrigo da Rosa Filho, ginecologista-obstetra e especialista em reprodução humana assistida. 

 

Chá mate, refrigerantes e alimentos apimentados não são recomendados na gravidez

É verdade. Os refrigerantes (principalmente os que contém cafeína), chá mate ou chá preto e alimentos apimentados devem ser evitados por aumentarem o risco de aborto precoce espontâneo e dificulta a digestão. 

 

Grávidas não podem carregar peso?

As grávidas que já estão habituadas e realizam treinos frequentemente podem carregar peso. Já as gestantes sedentárias devem evitar esforços grandes. Mas os exercícios na gestação devem ser moderados e o fato de carregar peso faz com que aumente a pressão intra-abdominal e nas gestantes com colo uterino mais curto, pode aumentar a chance de parto prematuro.

 

Mulheres grávidas devem evitar exercícios físicos?

Mito! Os exercícios físicos são importantes em toda a gestação, pois aumentam a capacidade respiratória e cardiovascular, ajudam no controle do peso, diminuem a dor muscular e o inchaço, facilitando a circulação. A atividade física também fortalece a musculatura do períneo para facilitar o parto natural. O ginecologista Rodrigo da Rosa Filho pondera que a gestante deve evitar atividades com risco de trauma e impacto, como vôlei e handbol. Já os indicados, são: pilates, hidroginástica,  yoga e caminhadas. 


Beleza

É verdade que a gestante não pode fazer procedimentos como escova progressiva e tintura durante a gravidez?

Segundo Patrícia Hufnagel Toscani, engenheira química e diretora da Ponto 9, tudo o que tiver contato direto com o couro cabeludo acaba indo para da corrente sanguínea diretamente para o bebê. O ideal é evitar tratamentos à base de formol, amônia, hidróxido de sódio e hidróxido de guanidina – presentes em alisamentos, progressivas e químicas que mudam a estrutura do fio. “Coloração, alisamentos e químicas fortes não devem ser usados na gravidez nem na amamentação”, explica. 

 

Creme antiidade e clareadores são proibidos durante a gestação?

Sim, estes produtos devem ser evitados pelas grávidas, pois elas acabam tendo mais problemas alérgicos. Cremes antissinais, por exemplo, trabalham com ácidos e causam uma irritabilidade maior na pele. Mesma coisa para os produtos clareadores e outros itens de beleza que contenham amônia, chumbo, metais pesados ou ácidos. 

 

Fazer as unhas na gravidez pode trazer infecções?

Patricia explica que a gestante precisa tomar mais cuidados com infecções sim, inclusive na hora de visitar a manicure. “O ideal é que ela não tire as cutículas e apenas empurre para não ter nenhum problema de machucar e causar infecções”, afirma. 

 

Gestantes não podem usar gel, spray de cabelo ou maquiagem?

Na maioria dos casos, é preciso evitar o uso de agentes químicos na pele e cabelo, da mesma forma que se limita os medicamentos de maneira geral, já que pode haver toxinas que prejudicam o bebê. “No entanto, já existem no mercado alguns produtos que são liberados para de gestantes – a informação deve constar no rótulo das embalagens”, afirma o Anis Mitri, médico cardiologista e nutrólogo do Cecam. 

 

Copyright foto: iStock
 

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto