Hemorroidas na gravidez: entenda as causas e saiba como evitar

Ana Paula Cardoso

Mulheres  que nunca tiveram hemorroidas antes, na gravidez tem mais chances de apresentarem o problema. Alimentação e cuidados previnem

As hemorroidas na gravidez podem ser evitadas com alimentação. © iStockphoto.com


Não bastasse todos as mudanças corporais e o estresse inerente à fase de gravidez, alguns outros problemas tornam-se mais propensos durante a gestação. Esse é o caso das hemorroidas que afetam aproximadamente 15% das gestantes, segundo ginecologista e obstetra do Hospital Israelita Albert Einstein e Clínica Chazan, Dr. Franco Chazan.

Durante a gestação, a expansão do útero comprime os vasos sanguíneos da região pélvica, que conduzem o sangue dali para o coração. Isso dificulta o chamado fluxo venoso de retorno, favorecendo a dilatação dos vasos. 

“Paralelamente, o aumento da produção de progesterona, o hormônio que garante a manutenção da gestação, também relaxa a musculatura do intestino e contribui para a prisão de ventre. Quando isso acontece, as fezes ressecam e a gestante tem dificuldade de evacuar, o que pode levar ao surgimento da hemorroida na gravidez” explica o Dr. Franco Chazan.

Como evitar hemorroidas na gravidez

Por motivos genéticos, anatômicos e hormonais. Algumas mulheres têm predisposição às varizes. Essas têm mais chances de desenvolver a hemorroida, mesmo sem a gestação. Então, quando esperam um bebê, devem ficar ainda mais atentas.

Nem sempre é possível evitá-las, mas é possível amenizar os efeitos. Veja algumas orientações do especialista.

  • Nunca forçar a evacuação. Isto pode precipitar o aparecimento da hemorroida na gravidez;
  • Prevenir a constipação. É fundamental prevenir a prisão de ventre durante a gestação e com alguma atitudes fáceis, como praticar atividade física regular, sempre com orientação médica. 
  • Abolir o papel higiênico. “Outra medida importante é fazer a higiene da região com duchas próprias ou no banho, nunca com papel higiênico”, diz o Dr. Franco Chazan.                                                                         

Além de hábitos a serem evitados, existem atitudes saudáveis que devem ser adotadas como forma de prevenir a hemorroida na gravidez. Alimentar-se  de forma adequada é sempre a primeira recomendação. 

“Isso significa também beber bastante líquido e comer alimentos ricos em fibras. No caso das frutas devemos lembrar, por exemplo, de laranja, ameixa e mamão. A dieta também fica melhor com grãos, verduras e legumes”, recomenda o Dr. Chazan.

Deve-se igualmente evitar alimentos irritantes – principalmente comida condimentada, que favorecem a ardência. Ou muito “massudos”, como pão, batata, banana e farinhas em geral. 

Cuidados para quem tem hemorroida na gravidez 

Uma das boas notícias para as frituras mamães que enfrentam o desconforto. A hemorroida na gravidez não costuma trazer risco nem para a mãe, nem para o bebê, pois é um problema local. Dói, coça e pode sangrar, mas não chega a ser um risco. Em geral, as hemorroidas costumam desaparecer ou pelos menos regredir após a gestação.

“Depois que o corpo volta ao normal e a circulação também, a dilatação dos vasos do ânus tende a diminuir. Claro que isso não vai acontecer imediatamente após o parto, mas possivelmente nas semanas seguintes ou, no máximo, nos três meses seguintes”, completa o obstetra e ginecologista.

Nos casos mais graves, o médico costuma indicar pomadas analgésicas e anti-inflamatórias e banhos de assento duas ou três vezes ao dia. Em situações críticas, quando há fechamento da vascularização, o que é raro, será preciso a intervenção de um especialista no assunto, o proctologista. Neste caso, a cirurgia costuma ser necessária.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto