Rímel: seis erros que você comete na hora de aplicar a máscara e como evitá-los

Acúmulo de produto, efeito não uniforme, primer aparente... Aprenda a detectar os erros e descubra as soluções aplicar a máscara de cílios como uma profissional

Aprenda a aplicar o rímel como uma profissional.


Você não é a primeira, nem será a última: borrar um pouco da máscara de cílios logo embaixo dos olhos ou acima, bem no início da pálpebra, é um dos acidentes de percurso mais comuns da automaquiagem. E acredite, até as mãos treinadas podem cair na armadilha.  

Ainda que o rímel seja, ao lado do batom, os primeiros produtos que nos introduzem à maquiagem, a pressa ou a falta de cuidado acabam entregando alguns deslizes habituais que comprometem o efeito visual do look. No guia abaixo, A Revista da Mulher selecionou os principais erros e como evitá-los para você aplicar a máscara como uma maquiadora profissional.


1. Acúmulo de produto

É verdade que para um efeito cílios de boneca, muitas camadas são necessárias. Mas é preciso ter cuidado para evitar o efeito "bolinha" causado pelo acúmulo de produto em uma região. 

Solução: assim que retirar o pincel da embalagem, tire um pouco do excesso de produto concentrado na escovinha. Na hora de aplicar, distribua igualmente a máscara entre os cílios, desde o canto exterior até o interior, penteando sempre para evitar que o produto fique depositado em uma área só.

2. Tira e põe

Esse é um dos erros mais clássicos: retirar e colocar a escovinha na embalagem diversas vezes com movimentos bruscos afim de conseguir depositar mais produto nas cerdas. O resultado será o acúmulo de produto e o efeito colateral uma vida mais curta das cerdas da escova.

Solução: o pincel fica em contato direto com a tinta, por isso retirá-lo uma vez só deve ser suficiente. Se ele estiver no fim, repita a operação e ao perceber que o produto começou a secar, troque por um novo. 

3. Primer aparente

Como para a pele, lábios e pálpebras, agora os cílios também ganharam um primer, que deve ser aplicado antes do rímel para garantir um boost no efeito. O problema é que, como a maioria deles são brancos, às vezes eles ficam visíveis sob a máscara escura.

Solução: escolha um primer escuro, que vai evitar o efeito "zebra", sugere a expert Francelle Daly. Esperar o primer secar bem antes de aplicar as camadas de rímel é outro ponto importante para evitar a mistura de produtos.

4. Raíz esquecida

Outro erro comum é começar a aplicar a máscara a partir do meio dos cílios, deixando a base sem produto e a ponta dos cílios pesadas.  

Solução: "comece a aplicação bem rente à raiz e vá subindo, tomando cuidado para que a ponta não fique muito carregada, o que faz os cílios pesarem e caírem", explica a maquiadora Rafaela Siqueira. Ela ressalta a importância da máscara na raíz: "ela vai ficar marcada, o que já dá um ótimo efeito de destaque para os olhos".

5. Efeito grudado

Quando os cílios insistem em se unir, não há escovinha que os separe, não importa quantas vezes você pentear. "Isso acontece normalmente quando o rímel é muito cremoso e a pessoa deixa o produto secar e depois aplica novamente uma camada", explica Rafaela.

Solução: nunca espere muito antes de aplicar uma nova camada. "Outra dica é usar uma escovinha profissional de metal, ou então a de um rímel antigo, lavada, para pentear os cílios, o que vai ajudar a distribuir o produto de maneira uniforme, sem adicionar mais camadas desnecessárias", ensina.

6. Ops, borrou!

Você pode tomar todo o cuidado do mundo, mas mesmo assim sempre acaba com um pouco de rímel escapando logo abaixo dos cílios inferiores ou bem acima dos superiores? 

Solução: na hora de aplicar o produto nos cílios superiores, incline a cabeça para trás, o que vai evitar o contato dos cílios com a pálpebra móvel. Embaixo, faça o contrário: incline a cabeça para baixo, o que vai fazer os cílios se distanciarem da pálpebra inferior.

Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto