Taylor Swift revela detalhes sobre assédio sexual que sofreu em 2013

Fernanda Lima
Em depoimento divulgado na última semana, cantora acusa o DJ David Mueller de apalpá-la enquanto tiravam fotos

Taylor Swift acusa DJ de abusá-la sexualmente.


O depoimento de Taylor Swift sobre o caso de assédio sexual contra o DJ David Mueller foi finalmente revelado no último dia 21. O caso ocorreu em 2013, quando Swift disse ter sido apalpada pelo DJ enquanto tiravam fotos após um show.

"Ele entrou na sala junto com uma mulher. Agradeci pela presença e ele fez questão de afirmar que estava com os organizadores do show. Voltei a agradecer e perguntei se eles queriam uma foto. Então ele pediu que eu ficasse no meio e nesse momento ele levantou meu vestido e me apalpou", revelou a ex de Calvin Harris.

No testemunho, a cantora ainda contou como se sentiu desconfortável e constrangida no momento do assédio. "Eu me lembro de estar inquieta, me sentindo violentada de uma maneira que nunca tinha vivido antes", disse a cantora, segundo a revista Billboard. "Não foi um acidente, foi completamente intencional e nunca tive tanta certeza de alguma coisa na vida. Fiquei chocada e não soube como reagir. Foi como se alguém desligasse a minha personalidade", completou.

Depois que cantora depôs sobre o ocorrido, o DJ foi demitido de seu trabalho, mas processou a artista pedindo uma indenização proporcional ao seu salário anual na época, no valor de aproximadamente 150 mil dólares. Segundo o DJ, o assédio tinha sido acidental e que seu ex chefe tinha assediado Swift.

A cantora também abriu o processo por assédio sexual e garantiu que, se ganhar, doará o dinheiro para ONGs que lutam contra a violência às mulheres. Os dois processos ainda estão em andamento.

Copyright foto: Darron Cummings/AP/SIPA

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto