Após 12 anos, Riccardo Tisci deixa a Givenchy

Jessica Krieger

A marca de luxo confirmou o desligamento do designer italiano e não deve participar da próxima Paris Fashion Week, em março

Riccardo Tisci deixa a Givenchy após 12 anos trabalhando para a marca.


Ao longo do ano passado, grandes marcas como Dior, Valentino, Lanvin, Oscar de La Renta e Calvin Klein anunciaram mudanças em suas respectivas direções criativas. Desta vez, foi a Givenchy quem divulgou a saída do estilista Riccardo Tisci do comando da grife, cargo que ele ocupou nos últimos 12 anos.

Em comunicado oficial, Tisci disse que pretende se concentrar em seus interesses e paixões pessoais. "Quero agradecer ao grupo [Moët Hennessy Louis Vuitton - LVMH] e ao Sr. Bernard Arnault por me darem a plataforma para expressar a minha criatividade ao longo dos anos", afirmou. Já o conglomerado de luxo, que detém os direitos da Givenchy, agradeceu sua "colaboração essencial no desenvolvimento da casa". 

Tisci teve um papel importantíssimo no crescimento da marca nos últimos anos, fazendo com que a Givenchy se transformasse novamente em uma grife desejada pelo público. Pessoalmente, ele se envolveu na criação de peças customizadas para celebridades como Kim Kardashian e o marido, Kanye West, além de Meryl Streep, Beyoncé, Julia Roberts, Cate Blanchett, entre outras. 

E mesmo trabalhando a todo vapor para cumprir os prazos das criações de Tisci para eventos como o Grammy Awards e o Oscar 2017, a Givenchy não deve participar da Semana de Moda de Paris, que acontece de 28 de fevereiro a 7 de março na capital francesa. Ainda não se sabe quem vai substituir o diretor criativo da Givenchy, mas nomes como Alber Elbaz e Peter Dundas estariam no páreo. 

 

Copyright foto: Francois Mori/AP/SIPA

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto