Gucci traz um jardim mágico para a passarela

Cibele Maciet

Alessandro Michelle mostrou um desfile-espetáculo inspirado num jardim e suas criaturas magníficas dentro da sede da Gucci em Milão

O cenário de sonho do desfile da Gucci na MFW.


Não é de hoje que Alessandro Michele e sua Gucci despertam o interesse da moda. O estilista de 44 anos, que assumiu as rédeas da grife italiana no começo de 2015, só tem recebido louros ao final de cada desfile. 

A coleção Inverno 2017 apresentada hoje na sede da label, a Gucci Hub, em Milão, foi um espetáculo à parte: a começar pelo cenário, uma pirâmide montada no meio da apresentação, deixando à mostra uma passarela de acrílico por onde os modelos, homens e mulheres, passavam. 
 

Vestido longo da coleção Inverno 2017 da Gucci.


A linha, recheada de hits para a próxima estação, foi um misto de silhuetas curiosas, quase formadas por personagens da vida real: o geek, a business woman, o dandy incorrigível, a romântica que passeia com seu guarda chuva para se proteger do sol, o sexy boy, a femme fatale, a futurista, etc. As silhuetas vieram sempre com alusões à natureza como flores, insetos e plantas.
 

Looks com pegada 1970 na linha inverno 2017 da Gucci.


As peças - que diríamos de alta costura, tamanha a preciosidade - vieram também com inspiração dos 1970. Destaque para os vestidos longos trabalhados com bordados, incrustações de materiais e rendas - perfeitos para o red carpet - e os pulôveres must have com estampas de Batman para os meninos, capas de cetim hollywoodianas para as meninas - que faziam pensar em Rick Wakeman, o mago dos teclados nos anos 1970. Tubinhos colados ao corpo com cores e aspectos indianos, aventais com ilustrações de insetos usados por cima de vestidos também chamaram a atenção. Um verdadeiro jardim de preciosidades. 
 

Capa de cetim verde com aplicações no desfile da Gucci.


Quanto aos acessórios, botinhas com laçarotes super cutes, sandálias plataforma para os homens, saltos agulha para as mais atrevidas. As bolsas apareceram em formatos médio e pequeno com alças de madeira, e dessa vez, uma mala Gucci invadiu a passarela. Será que ela entra na wish list de muita gente? 
 

Mala desejo no inverno da Gucci.


A trilha sonora incluiu compositores poloneses, alemães, russos e islandeses, com uma voz de fundo em latim numa atmosfera mágica, alquimista, quase de sonho. Resquícios de uma época greco-romana e seus personagens fantásticos como Cleópatra e Julio Cesar? Só Alessandro poderá nos dizer. Ou nos deixar imaginar.

Copyright fotos: Reprodução desfile/ Gucci e Luca Bruno/AP/SIPA

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto