Versace defende a causa feminista com desfile

Cibele Maciet

Grife italiana apostou em looks com palavras de ordem como "Love", "Equality" e "Courage" para o Inverno 2017

A coleção Inverno 2017 da Versace com palavras de ordem em defesa do feminismo.


Donatella Versace escolheu um tema da atualidade para o desfile de Inverno 2017 da Versace, apresentado nesta sexta-feira (24), em Milão, durante a Semana de Moda italiana. Com escritas em letras garrafais marcadas em gorros, cachecóis e vestidos, o clima era de tomada de poder para as mulheres: "love", "courage", "loyalty" e "equality" foram algumas palavras impressas na nova coleção da grife (veja o desfile completo aqui). 

Começando com a fase do desfile que trouxe looks mais comportados, como casacos em cima de camisas com sweatshirts; total looks de cachemir estampado, montados com blusas e saias; tailleurs mais curtos com ombros estruturados; calças de couro pretas, combinadas com pulôveres vermelho vivo de gola alta; casacos longos com estampas delicadas na barra; e casacos de pele com combinações de cores explosivas que deram certo, como preto com amarelo e preto com laranja - mistura de tons que também apareceu em bolsas
 

Transparências, casacos mais comportados e mix de cores no Inverno 2017 da Versace.


Para a clubber que se veste em Versace, minishorts cobertos por saias de tule, tops cropped, maxi doudounes (ainda em laranja e preto) e vestidos com barras de tule. Uma mini doudoune em nylon preta e amarela, usada por Kendall Jenner, meio entreaberta, revelava uma segunda pele em tule preto, além dos óculos com lentes amarelas.

Para as festas, vestidos curtos e longos com muito brilho e looks de renda transparente sobrepostos a saias coloridas. Nos acessórios, o gorro esteve bem presente com os dizeres de apoio à emancipação das mulheres, junto com sandálias de salto de tirinhas e maxi brincos. Os cabelos vieram com mechas coloridas em azul, amarelo, rosa e laranja, reforçando a tendência cada mais mais jovem da grife italiana. 

A trilha sonora acompanhou a temática do desfile, apresentando os títulos "Equality Now", de Peder Mannerfelt, e "Mi Luz Es Distinta", de Underspreche Feat. Sandra, com pegada bem eletrônica e vibe de power woman

Copyright fotos: Luca Bruno/AP/SIPA

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto