Após acusações de assédio, José Mayer é cortado de novela

Fernanda Lima

Acusado de assédio sexual pela figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, ator não fará mais parte do elenco de O sétimo guardião, nova trama de Aguinaldo Silva

José Mayer é cortado de novela após acusação de assédio sexual.


A TV Globo se posicionou na tarde desta segunda-feira (3) sobre a participação de José Mayer na próxima novela das 21h, o Sétimo Guardião. Após ser acusado de assédio pela figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, o ator ficará afastado das telinhas. “A Globo decidiu não escalar José Mayer para a próxima novela das nove de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018", diz o comunicado oficial.

O objetivo, diz a nota, é não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que vai contra os princípios da emissora. "A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam".

O assunto, no entanto, ainda não é um consenso dentro da TV Globo. Procurado mais cedo para falar sobre o assunto, Aguinaldo Silva garantiu ao colunista Flávio Ricco, da UOL, que José Mayer “continua no elenco” de sua novela e que não recebeu ordem nenhuma para tirá-lo da produção.

Zé Mayer, de 67 anos, foi acusado de assédio sexual na última semana por uma ex-funcionária da TV Globo. Segundo a figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, de 28 anos, o ator tocou suas partes íntimas dentro de um camarim da emissora em fevereiro deste ano. Mayer negou as acusações. "As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra, não são minhas", rebateu ao jornal Folha de São Paulo.

Copyright foto: AgNews

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto