Taylor Swift ganha processo contra radialista acusado de abuso sexual

Fernanda Lima

David Mueller terá de pagar US$ 1 à artista, valor simbólico pedido por ela

Taylor Swift vence processo contra DJ. © Richard Shotwell/AP/SIPA

 

Taylor Swift venceu o processo que movia contra o DJ e radialista David Mueller acusado de abusá-la sexualmente. O júri votou a favor da cantora nesta segunda-feira (14) e o acusado terá de pagar US$ 1 à artista, valor simbólico pedido por ela.

Taylor divulgou uma nota agradecendo ao tribunal e a sua equipe por lutar por ela e por qualquer pessoa que se sinta silenciada por um abuso sexual. "Reconheço o privilégio que tenho na vida, na sociedade e por poder suportar o enorme custo de me defender em um julgamento como este", afirmou.

A cantora de 27 anos entrou com o processo acusando o radialista de abuso sexual em 2013. Segundo ela,  Mueller colocou a mão por debaixo da sua saia e apalpou suas nádegas enquanto tirava fotos após um show. No depoimento realizado na última semana, o DJ admitiu ter tocado Taylor enquanto posava com ela e sua namorada, mas negou ter agarrado a seu bumbum.

Depois que cantora depôs sobre o ocorrido, o DJ foi demitido de seu trabalho, mas processou a artista pedindo uma indenização proporcional ao seu salário anual na época, no valor de aproximadamente 150 mil dólares. Segundo o DJ, o assédio tinha sido acidental e quem assediou a cantora foi, na verdade, seu ex chefe.

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto