Rogéria morre aos 74 anos

Fernanda Lima

Internada na UTI de um hospital carioca desde julho, a atriz sofreu uma infecção generalizada

Rogéria sofre de infecção urinária. © AgNews/Raphael Castello

 

A atriz Rogéria, de 74 anos, morreu na noite desta segunda-feira (4), após sofrer de infecção generalizada. Ela estava internada em estado grave em um hospital na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, desde o dia 13 de julho. 

Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Clínica Pinheiro Machado, Rogéria foi, incialmente, diagnosticada com infecção urinária. Ela foi entubada após contrair pneumonia mas, depois, apresentou melhora e chegou a receber alta.

Nas redes sociais, famosos lamentaram a morte da artista. Leandra Leal, diretora do documentário "Divinas Divas", que homenageia a travesti, anunciou que o enterro será na cidade Cantagalo, local onde Rogéria nasceu.

"Informamos que a nossa amada Rogéria será sepultada em Cantagalo, cidade onde nasceu. O velório será amanhã, no Teatro Joao Caetano, de 11h às 13h para família e amigos e de 13h às 18h para todos. Obrigada por todas as orações e carinho", informou a a atriz.

Lea T., modelo transexual, também homenageou Rogéria lembrando que ela se orgulhava por ser "a travesti da família brasileira". "Gratidão minha querida Rogéria. Você abriu as portas para todas nós. Sua essência vai ficar e sentiremos falta do seu lindo sorriso... você é luz", disse.

Nascida como Astolfo Barroso Pinto em 25 de maio de 1943, Rogéria era uma das transformistas mais antigas em atividade no Brasil. Na televisão, ela participou como jurada em vários programas de auditório, de apresentadores como Chacrinha, Gilberto Barros e Luciano Huck. 
 

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto