Maitê Proença revela caso de assédio na TV Globo e demissão inesperada

Fernanda Lima

A atriz, que trabalhou na emissora durante 37 anos, contou que ficou sabendo sobre o fim do seu contrato através da internet

Maitê Proença faz declarações polêmicas sobre bastidores da TV Globo. © AgNews/Felipe Assunção e Marcello Sá Barretto

 

Maitê Proença foi entrevistada no programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira (13) e fez revelações surpreendentes sobre assédio dentro da TV Globo

“Eu fui assediada várias vezes, mas dava um 'passa-fora' para acabar aquela situação. Mas às vezes o sujeito é inteligente. Passa dez anos tirando papéis de você porque não cedeu ou falou alguma coisa que não agradou. Ele mina seu trabalho”, disse, sem citar nomes.

Não só a atriz foi vítima do assédio. Seu namorado, na época, também teria sido alvo de um diretor de televisão da Rede Globo, que segundo ela tentou desgastar a sua imagem entre os colegas da emissora. A veterana só teria descoberto a jogada após uma conversa com Boni, então diretor da TV.

Um diretor queria meu namorado. Ele precisou me tirar do caminho porque achava que seria mais fácil chegar a ele. Depois de seis meses que, em conversa com Boni, fiquei sabendo o que ocorreu. Esse diretor tinha me pedido para jogar uma garrafa contra a parede, como se fosse um ensaio. Ele gravou, mandou para o Paulo Ubiratan (diretor de novelas da Globo) e disse eu que era louca e que era impossível me dirigir”, acrescentou. 

A atriz de 59 anos revelou ainda que ficou sabendo de sua demissão da emissora, onde trabalhou durante 37 anos, através da internet. "Foi muito estranho eu ser demitida sem nenhum aviso. Só soube quando começaram os boatos na imprensa de que eu já tinha sido dispensada. Liguei para a pessoa que tinha me dito que o meu contrato seria renovado e me falaram que, de fato, ia ser descontinuado". O último trabalho da loira na TV Globo foi na novela Liberdade, Liberdade, em 2016. 

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto