Hérnia de disco pode ser causada por sedentarismo

Fernanda Lima
Lesão na coluna acomete, em geral, pacientes com mais de 40 anos que possuem acúmulo de pequenos traumas e degeneração causada pela idade

Quando disco intervertebral faz mais esforço do que deveria, surge a hérnia de disco.

 
coluna vertebral, como o próprio nome diz, possui vértebras. Em cada uma delas existe um disco que funciona como uma almofada, absorvendo impactos, protegendo cada vértebra e evitando o atrito entre elas. Mais conhecido como disco intervertebral, ele tem formato de anel e é constituído por um tecido cartilaginoso e resistente. Contudo, alguns fatores podem fazê-lo se esforçar mais do que o comum, causando a hérnia de disco.
 
A hérnia ocorre quando o disco se desloca. De acordo com Thiago Mônaco, médico geriatra e professor da Faculdade de Medicina da UniNove, ela pode ser causada por envelhecimento ou grandes traumas súbitos, como o esforço de pegar um objeto muito pesado, por exemplo. “Usualmente elas ocorrem pela associação de ambos os casos”, explica o médico. 

Sintomas da hérnia de disco

Os sintomas podem variar. Segundo o especialista, na maioria das vezes as hérnias de disco comprime os chamados ramos dos nervos sensitivos, causando dores ou alterações de sensibilidade, que nem sempre são localizadas na região da hérnia, e sim naquelas que os nervos sensibilizam. Sendo assim, é possível ter uma hérnia de disco com dores nos braços, por exemplo. “Porém, como outras estruturas nervosas podem ser acometidas, dependendo de qual disco e em que direção herniar, quadros como impotência sexual masculina, alterações urinárias ou fraqueza nas pernas podem surgir”.
 
Em suma, explica Antonio Alexandre Faria, ortopedista da Clínica North Trauma, o sintoma mais comum da hérnia de disco é a dor. Além dela, ele acrescenta outros sintomas como a perda de força de determinada região, rigidez, dificuldade para andar ou movimentar braços, formigamento em alguma região de membros, entre outros.

Tratamento e prevenção

A hérnia de disco pode acontecer em qualquer idade, mas é mais frequente a partir dos 40 anos, tanto pelo acúmulo de pequenos traumas quanto pela possibilidade de degeneração da parede do disco. Seu diagnóstico pode ser confirmado através de tomografia computadorizada ou ressonância magnética.
 
Já o tratamento, segundo Thiago Mônaco, costuma ser simples. Isso porque a hérnia do disco em si é normalmente absorvida pelo organismo em um ano ou pouco mais. Assim, dependendo da tolerância do paciente com os sintomas, uma boa estratégia é tratá-los e aguardar que o problema se resolva sozinho. Mas nem sempre o problema se resolve espontaneamente."Também existem casos que necessitam de cirurgia para a remoção da hérnia”, explica o especialisata
 
Embora causada, na maioria dos casos, pelo envelhecimento, é possível preveni-la. Evitar a obesidade é um dos maios de prevenção, pois o peso aumenta a carga de esforço sobre os discos. Além disso, a boa educação postural também evita que os discos precisem realizar grandes esforços. 
 
Antônio Alexandre acrescenta que a prevenção também deve incluir o fortalecimento da região dorsal. Mais uma razão para deixar o sedentarismo de lado e investir em alguma atividade física. É importante, por fim, procurar orientação profissional quando algum dos sintomas descritos se apresentar.
 
Copyright foto: iStock

Leia também:

Anúncio google

Nenhum comentário disponível sobre este assunto